Detentos roubam quatro armas e fogem de presídio em Jacinto

0

not_8e5893e153194d990d526be5a1e5989b

Um dia depois de o secretário de Administração Prisional de Minas Gerais, Francisco Kupidlowski, afirmar não haver solução para o quadro de superlotação das cadeias do Estado nos próximos dez anos, mas que a situação carcerária está tranquila, ao menos cinco detentos fugiram do Presídio Municipal de Jacinto, no Vale do Jequitinhonha, na tarde deste sábado.

De acordo com a Polícia Militar (PM), os presos renderam dois agentes penitenciários que entraram na cela para tirar um detento que iria realizar uma faxina. Os suspeitos agrediram os servidores com socos e tapas e os prenderam na local.

Segundo a PM, José Guilhermino Pereira Souza, Averaldo Pinheiro, Antônio Lúcio Porto de Souza, Jeanderson Pereira Santos e Welber Ferreira da Silva usaram as chaves dos agentes para abrir as grades da cadeia e foram à intendência, onde pegaram uma pistola calibre .40 e três revolveres calibre 38. Depois de recolher o armamento, os detentos ainda roubaram um carro e fugiram.

O veículo foi encontrado quebrado em uma área a 15 quilômetros do centro da cidade. A suspeita é que os detentos tenham se escondido em uma mata. De acordo com a PM, 15 policiais militares estão realizando buscas pelos foragidos. Dos 12 presos que ocupavam a cela, sete ainda decidiram não escapar. A polícia informou que, até a fuga, o presídio abrigava 62 detentos.

Procurada na noite deste sábado, a assessoria da Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), não havia respondido à demanda até o fechamento desta edição. Atualmente, Minas tem 69 mil presos. O déficit é de 30 mil vagas.

 

O Tempo

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui