'Wolverine' desabafa e diz que foi espancado por PMs: 'Me moeram' | MINAS HOJE MINAS HOJE

Últimas Notícias

‘Wolverine’ desabafa e diz que foi espancado por PMs: ‘Me moeram’

8, Janeiro 2017 | Por Redação

O funileiro Nelson Araújo, de 48 anos, conhecido como 'Wolverine de Peruíbe', cidade do litoral de São Paulo, afirma que foi espancado, sem nenhum motivo, por dois policiais. Ele foi detido na última quarta-feira (4) após, segundo a polícia, tentar agredir um amigo utilizando garras de aço com mais de 25 centímetros de comprimento.

De acordo com a polícia, Araújo, que foi solto pouco tempo depois, discutia com o sócio e com um sobrinho em uma empresa localizada no bairro Jardim Brasil. A PM foi chamada e precisou usar a força para acalmar o homem, que estaria descontrolado. Ele foi liberado poucas horas depois já que o familiar não quis formalizar a queixa.

Segundo o funileiro, os policiais chegaram no local e começaram a bater nele sem nenhum motivo. "Eles me algemaram e começaram a me bater. Não tive defesa nenhuma. Apanhei sem reagir, sem fazer nada. A sorte é que o meu filho chegou, senão os caras iam me matar. Deram soco na minha cara, no meu olho e na costela. Estou todo 'ferrado' e não consigo trabalhar", desabafa.

Em entrevista ao G1, uma sobrinha de Araújo, que prefere não se identificar, afirma que as garras apreendidas pela polícia são decorativas. "Ele é uma atração na cidade. Meu tio é apaixonado pelo Wolverine. Ele usava para ficar parecido com o personagem. É só olhar para o cabelo e a barba. É igual. Não houve nenhum tipo de ameaça utilizando as garras", afirma.

Após ser levado para a delegacia, Araujo diz que não teve a oportunidade de prestar depoimento. "Eles me socaram. Me moeram. Na delegacia não me bateram, mas não me deixaram abrir a boca. Não me deram requisição para ir ao IML. Apenas os policiais deram a versão do que aconteceu. O ser-humano é tratado como lixo. Eu quero que eles paguem pela lei", finaliza.

Em nota, a Polícia Militar afirmou que, em 5 de janeiro, os policiais militares durante patrulhamento por Peruíbe visualizaram um transeunte, com um dispositivo de garras afiadas presos em sua mão, quando decidiram abordá-lo. O suspeito gritou que era o "Wolverine" e partiu para cima dos policiais militares na tentativa de ferí-los, porém, foi rapidamente contido pela equipe, e conduzido à Delegacia de Polícia da Cidade, onde foi feito boletim de ocorrência de ameaça. A nota, porém, não contesta as acusações do funileiro.

whatsapp_image_2017-01-05_at_10-48-43
'Wolverine' usou garras e afirma ter sido agredido por policiais em Peruíbe (Foto: G1)

 

Dê seu comentário sobre o assunto

Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
CLOSE
CLOSE