Gêmeos cearenses separados no nascimento se encontram 23 anos depois em Uberlândia

0
Gêmeos cearenses no primeiro abraço após 23 anos, no saguão do aeroporto de Uberlândia (MG) — Foto: Carol Polato/Arquivo pessoal

“Eu não consigo explicar a sensação. A sensação do abraço. O abraço do irmão que eu até então só tinha tido contato na barriga”, disse emocionado Tomaz Maranhão após encontrar o gêmeo Gabriel Ferreira na noite desta quinta-feira (25) pela primeira vez em 23 anos e comemorarem o aniversário juntos.

Nascidos em uma família pobre no Ceará, os dois foram adotados por pais diferentes e viveram sem notícias um do outro até este ano, quando Tomaz localizou Gabriel por meio de uma fotografia. O primeiro encontro virtual ocorreu em junho.

Mas o primeiro abraço só ocorreu por volta da 0h desta quinta, no aeroporto de Uberlândia (MG), onde Tomaz, que mora em Fortaleza, desembarcou minutos antes. Era uma surpresa – Gabriel, que mora na cidade mineira vizinha, Uberaba, não sabia que receberia primeira visita do irmão gêmeo, justamente no dia do aniversário deles, comemorado neste dia 25 de junho.

“Foi algo mesmo imensurável a troca de energias que aconteceu naquele momento, mas foi lindo e está sendo lindo”, acrescentou Tomaz Maranhão.

A viagem e o encontro

Sobre a viagem , Tomaz contou que saiu de Fortaleza às 14h50 e fez duas escalas, sendo uma em Recife (PE) e outra em Campinas (SP). Depois, seguiu para Uberlândia (MG). Para ele, este último apesar de ter tido um tempo menor, foi o que mais durou.

“O voo que mais demorou foi de Campinas pra Uberlândia porque acho que a ficha estava caindo quando eu estava a 30 minutos do meu irmão. O último voo durou uma hora, mas pareceu uma eternidade, não via a hora de o avião descer”, contou.

Quando o avião pousou, Tomaz contou que não entrou de imediato no saguão de espera, ficou na pista de pouso e foi abordado por um senhor que chegou perto dele, começou a conversar e ele comentou o que estava acontecendo. “Eu estava nervoso, aí o senhor começou a falar muitas coisas pra mim, que o encontro seria muito lindo. Em seguida entrei no saguão e a primeira pessoa que vi foi a Carol [esposa de Gabriel]. O meu irmão Gabriel estava de costas porque ele estava conversando com um amigo dele”, relatou.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui