Ministro anuncia mais três parcelas do auxílio emergencial e depois apaga

0
O ministros da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos durante a coletiva de imprensa no Palácio do Planalto

O ministro Luiz Eduardo Ramos, da secretaria de Governo, anunciou, em suas redes sociais, que o auxílio emergencial pago pelo governo seria extendido por três meses, com novas parcelas nos valores de R$ 500, R$ 400 e R$ 300. Minutos depois, porém, ele apagou a mensagem e sua assessoria informou que o assunto ainda está em debate.

“O governo vai pagar três parcelas adicionais (de R$ 500, R$ 400 e R$ 300) do auxílio emergencial. A proposta faria o benefício chegar neste ano a pelo menos R$ 229,5 bilhões. Isso é 53% de toda a transferência de renda já feita no programa Bolsa Família desde o seu início, em 2004”, dizia a mensagem do ministro.

O auxílio é pago a pessoas em vulnerabilidade por conta da pandemia do novo coronavírus. Inicialmente, a proposta do governo era fazer um repasse mensal de R$ 200, mas após debates no Congresso, a proposta passou para R$ 600.

Agora, o governo decide se prorroga ou não o pagamento do auxílio e o próprio presidente Jair Bolsonaro já avisou que vetaria qualquer ação do Legislativo para aumentar o valor que o governo definir.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui