Pai é morto ao defender filha de 6 anos de ladrão que tentou estuprá-la em Ipatinga

0
A Blusa utilizada pelo suspeito do crime foi apreendida para ajudar na investigação

Um homem de 32 anos foi assassinado, neste domingo (21), em Ipatinga, no Vale do Aço, ao defender a filha de 6 anos de um suspeito de 20 anos que invadiu a sua casa e tentou estuprar a criança. A princípio, o ladrão entrou na residência para cometer um roubo, mas ele tirou a roupa da menina e foi impedido de abusar da criança pelo pai dela.  

De acordo com a Polícia Militar, era por volta de 5h da manhã quando o pai escutou o cachorro latindo muito na casa da família, no bairro Parque das Águas. Como o animal latia próximo ao quarto do criança, o homem foi até o local. Ele encontrou a filha nua e o suspeito deitado ao lado dela na cama.

“O pai viu o suspeito com uma das mãos segurando a boca da criança e a outra nas pernas. Viu que a filha estava sem as roupas íntimas, indicando uma possibilidade de estupro, e interviu. Foi nesse momento que o suspeito atirou na vítima atingindo o abdômen dele e perfurando as costas”, contou o capitão Lindon Johnson. 

Mesmo ferido, o pai tentou segurar o suspeito com a ajuda da mãe da criança, no entanto, o homem fugiu pela janela. A vítima foi socorrida, com um tiro no abdômem que perfurou as costas, pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado ao Hospital Márcio Cunha, onde passou por cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Ipatinga e será sepultado, nesta segunda-feira (22) em Eunápolis, na Bahia, onde tem familiares. 

O suspeito do crime foi preso em casa após diligências da Polícia Militar e informações de testemunhas. Na residência dele havia um pé de maconha que foi apreedido. Ele disse que entrou na casa com o objetivo de roubar, mas negou que tenha tentado estuprar a criança.

“Pelo relato da mãe dos policiais que atenderam a ocorrência havia sim indicativo de tentativa de abuso contra a menina, já que ele estava segurando sua boca e tirando as roupas dela”, considerou o capitão.

Ele foi levado para a Delegacia de Polícia Civil de Ipatinga que vai investigar o crime. O homem foi encaminhado para o sistema prisional. Ele vai responder por homicídio e será avaliado no inquérito se houve tentativa de abuso sexual ou estupro. A criança deve ser ouvida com acompanhamento psicológico nos próximos dias. A arma usada no crime, não foi encontrada. 

Antecedentes

O suspeito dos crimes tinha vários antecedentes criminais e tinha saído do sistema prisional há 45 dias por causa de um roubo a mão armada. Ele também tem passagens por tráfico de drogas e foi reconhecido recentemente por uma vítima de abuso sexual no último dia 17 de junho. Ao assaltar a casa de uma idosa, o homem tocou as partes íntimas dela. 

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui