Prefeitura de Botelhos determina abertura apenas de essenciais em distrito após casos de Covid-19

0

A Prefeitura de Botelhos (MG) anunciou mais medidas restritivas no distrito de Palmeiral após novos registros de casos de coronavírus. Apenas os serviços essenciais estão autorizados a funcionar no local.

Segundo a prefeitura, o Comitê de Enfrentamento da Covid-19 decidiu modificar as medidas até que os casos sejam controlados. Isso porque a maior parte dos infectados de Botelhos, que hoje são 13, é de moradores de Palmeiral.

Equipes da Vigilância Sanitária irão orientar o comércio do distrito. Os demais estabelecimentos, não essenciais, podem funcionar apenas em esquema de entrega. A nova determinação é de que também está proibido o consumo de bebidas alcoólicas em vias públicas.

A medida de funcionamento apenas de serviços essenciais vale só para o distrito de Palmeiral até o momento. Segundo o prefeito, em Botelhos, há restrições de funcionamentos para bares e restaurantes, que funcionam apenas e delivery, além de igrejas fechadas.

Casos em funcionários de hospital

Conforme o prefeito Eduardo Oliveira (PP), a medida é preventiva e foi tomada porque parte dos contaminados do distrito é de profissionais que trabalham na Santa Casa de Poços de Caldas, hospital que começou a testagem em massa de profissionais e identificou, até a última quarta-feira, 24 contaminados pelo coronavírus.

Como Palmeiral tem 4 mil dos 16 mil habitantes de Botelhos, a intenção da prefeitura é isolar estes casos. “É por precaução. Como muita gente tem contato com as famílias, nós preferimos isolar o pessoal e programamos uma testagem em massa. Como lá os casos chegaram ao mesmo tempo, não podemos vacilar”, explicou Eduardo. Equipes de Saúde farão a triagem de quem teve contato com os confirmados.

No último boletim divulgado pela prefeitura nesta quinta-feira (25), a cidade aparecia com 13 casos confirmados e uma morte. A vítima foi a professora e diretora Eliane Rodrigues, de 50 anos, que ficou 10 dias internada com Covid-19 em um hospital de Poços de Caldas e não resistiu.

Em um vídeo publicado nas redes sociais na quarta-feira (24), o prefeito Eduardo Oliveira reforçou que a doença tem avançado no interior e pediu ajuda dos moradores. “A gente chegou num momento crucial. Cada um vai ter que fazer sua parte. Não adianta nossos agentes, médicos, enfermeiros, toda equipe ficar correndo atrás, tentando informar, fiscalizar, se as pessoas não fizeram sua parte”.

O prefeito ainda destacou que moradores têm realizados festas e aglomerações, o que não é recomendado. Botelhos é uma das cidades do Sul de Minas que trabalha com barreiras sanitárias para controle de acesso.

Prefeito Eduardo José Alves de Oliveira (PP) falou sobre coronavírus na cidade — Foto: Reprodução/Prefeitura de Botelhos

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui