Prefeitura de Medina confirma terceiro óbito por Covid-19; há ainda uma morte em investigação

0

A Prefeitura de Medina confirmou neste domingo (28) o terceiro óbito por Covid-19 no município. Há ainda uma morte suspeita em investigação. A cidade conta com 50 casos confirmados da doença.

Segundo o município, o óbito confirmado é de um idoso de 92 anos, com comorbidades, que deu entrada no Hospital Santa Rita, em Medina, na última sexta-feira (26).

Ele apresentava quadro de diarreia e insuficiência respiratória, sendo feito teste rápido, que deu negativo, mas foi colhida amostra para exame laboratorial que acusou a presença do novo coronavírus.

Segundo o médico cirurgião-geral do hospital, Marcelo Pereira Costa, a família foi orientada a deixar o caixão fechado e não realizar velório do idoso.

“O paciente suspeito deve ser feito o velamento de caixão fechado e sem velório. Pra qualquer famiília seria um choque, muito desagradável não poder velar, mas de forma alguma o objetivo do hospital foi aumentar a dor dessa família, e sim preservá-la, porque sabemos que há uma chance de transmissão mesmo com o paciente em óbito. Seria irresponsabilidade nossa não orientar sobre o velamento e o caixão fechado”, afirma o medico.

Morte suspeita

Ainda de acordo com o Executivo, há uma morte em investigação. Trata-se de um homem de 40 anos que deu entrada no Hospital Santa Rita neste sábado (27) apresentando insuficiência respiratória. O quadro do paciente agravou rapidamente e, mesmo com os procedimentos adotados, o homem veio a óbito.

Foi realizado teste rápido que testou positivo para o novo coronavírus, mas o hospital também colheu amostra para exame laboratorial e aguarda o resultado.

“Faço o apelo que, ao surgir qualquer um dos sintomas como falta de ar, tosse, congestão nasal, febre, diarreia, dor no corpo, perda de olfato e paladar, qualquer um, imediatamente procurar a Unidade Básica de Saúde do seu bairro. Não fique em casa esperando piorar. E se tiver cansaço e falta de ar, venha imediatamente ao hospital”, alertou o médico.

Isolamento

A diretora administrativa do Hospital Santa Rita, Keila Sampaio, ressaltou a necessidade de que as pessoas cumpram o distanciamento social para evitar a disseminação da Covid-19.

“Nós sabemos que o isolamento não está sendo cumprido da forma correta, talvez por falta de conhecimento, por ignorância, por levar a situação na brincadeira. Gostaria de pedir encarecidamente que evitem os encontros domésticos, os churrascos de fim semana, as festinhas de aniversário… Não é momento pra isso. O que plantamos hoje, colheremos daqui 15 dias. Esses óbitos que estamos recebendo hoje são óbitos da falta de isolamento dos 15 dias anteriores, por isso peço a consciência de toda a população”.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui