Homem de 70 anos é detido suspeito de amarrar e estuprar seis crianças em MG

0
Crimes aconteceram há dez anos em São Francisco, no Norte de Minas Gerais

Dez anos após amarrar e estuprar seis crianças com idades entre 10 e 12 anos, um homem hoje com 70 anos acabou detido após conclusão de inquérito e pedido de prisão encaminhado pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) à Justiça. Os crimes aconteceram em São Francisco, no Norte do Estado, mas a corporação encontrou o suspeito apenas em Pradópolis, um município no interior de São Paulo. Ele está sob custódia do sistema prisional paulista e deverá ser encaminhado a Minas Gerais nos próximos dias.

À época com 60 anos, o homem atacou e violentou seis meninas que eram amigas de sua filha e tinham apenas entre 10 e 12 anos quando os crimes aconteceram. De acordo com o delegado Emmanuel Robson Gomes, o esquema elaborado pelo suspeito era sempre o mesmo: ele pedia que uma das meninas o acompanhasse até uma horta para ajudá-lo a regar as plantas, entretanto, ao chegar lá, o homem jogava a criança no interior de uma cabana escondida, a amarrava e a estuprava.

Após a violência, ele se aproveitava da fragilidade das crianças e entregava a elas quantias inferiores a R$ 3 para que elas não contassem a respeito. Não bastasse, ele também ameaçava as meninas, alegando que algo ruim aconteceria com os pais delas se elas o denunciassem. “Esse autor dava mimos para essas meninas, pequenas quantidades em dinheiro, doces e balas. Ameaçava causar um mal injusto para a família dessas vítimas caso elas contassem”, detalha o delegado.

O inquérito pôde ser concluído pela polícia apenas nesta semana após uma década de investigação, uma vez que o suspeito acabou fugindo da cidade de São Francisco após receber uma ordem de prisão temporária ainda em 2010. Os crimes chegaram conhecimento público em julho daquele ano e no mês passado os agentes conseguiram encontrá-lo no município de São Paulo e ouvi-lo. Após depoimento, a Justiça acatou o pedido de prisão para que ele não retornasse às ruas. “O caso aconteceu aqui em São Francisco, mas consegui representar pela prisão em Pradópolis, no interior de São Paulo. Ele está sob custódia na cidade e será recambiado para o Estado de Minas Gerais para que possa cumprir a pena e ser julgado”, conclui.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui