Casal vai receber R$ 16 mil após consumir refrigerante com soda cáustica

0

Um casal de Campos Gerais, cidade do Sul de Minas, vai receber como indenização por danos morais R$ 16 mil (R$ 8 mil para cada) após terem ingerido um refrigerante da empresa Frutty contaminado por soda cáustica. A decisão foi assinada pela relatora na última terça-feira (25), desembargadora Juliana Campos Horta, da 12ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). Juliana, após o casal e até a empresa terem recorrido da primeira decisão, reviu o processo e redefiniu o valor da causa. Na primeira instância, só a mulher havia sido beneficiada com R$ 6 mil por ter ingerido mais do líquido.

De acordo com os relatos do casal, eles teriam bebido um refrigenrante da empresa Frutty e passado mal em seguida, afirmando que o líquido havia queimado suas gargantas. Ao observarem a garrafa, eles perceberam um conteúdo amarelado e com forte cheiro de soda cáustica.

Para a relatora, as provas apresentadas confirmam o defeito no produto, bem como a necessidade de atendimento médico após a ingestão da bebida. No voto ela afirma que a indenização se deve pelo fato de o caso ter gerado “um profundo desconforto, que supera o mero dissabor, especialmente se considerada a possibilidade de contaminação e consequente dano à saúde”. Acompanharam a relatora os desembargadores Saldanha da Fonseca e Domingos Coelho.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui