Cruzeiro estabelece valor mínimo de R$ 13,6 milhões para a Sede Campestre II

0

O Cruzeiro publicou nesta quinta-feira o edital para a venda da Campestre II, o terreno localizado na Rua das Canárias, 269, no Bairro Santa Branca, que será utilizado para pagamento de dívidas do clube na Fifa. No documento, o clube estabeleceu o valor mínimo de R$ 13.661.473,50, uma vez que o metro quadrado do terreno foi avaliado em R$ 1.350,00. A área total do espaço é de 9,5 mil metros quadrados. 

O conselho do Cruzeiro assinalou de forma favorável à alienação do imóvel em reunião realizada na última segunda-feira, no Parque Esportivo do Barro Preto. 

Os interessados, segundo o edital, poderão fazer propostas apenas em reais com pagamentos à vista ou de forma parcelada. 

A dívida na Fifa que mais preocupa a diretoria celeste segue sendo a que envolve o volante Denílson. O clube tem que pagar 850 mil euros (R$ 5,3 milhões) ao Al-Wahda para evitar que seja punido com o descenso para a Série C do Brasileiro. O clube árabe solicitou na semana retrasada, como informado pelo presidente Sérgio Santos Rodrigues, a punição do descenso para a Raposa. O clube agora aguarda a ordem de pagamento por parte da Fifa. O vencimento da dívida será em outubro, mas o clube almeja realizar o débito o mais rápido possível. 

“E o que ensejou a gente a convocar essa reunião (que definiu a venda do imóvel) e mostrar a realidade do clube, temos o problema do Al-Wahda, que já causou a perda de seis pontos no Brasileiro. O Al-Wahda está pedindo agora a execução desse não pagamento dos seis pontos perdidos que pode acarretar um rebaixamento à Série C, a única punição que ainda pode existir. Eu não preciso explicar para vocês (conselheiros), a gravidade. As dívidas na Fifa, a maioria delas, a gente não consegue dizer quando vai vencer, porque ela pode estar consolidada e a gente recebe uma carta que pode ser daqui a 30 dias ou a 90. Nosso grande objetivo é não ter que fazer loucura, correria, se a gente receber essa carta que pode causar essa punição e aí o motivo de estarmos reunidos”, apontou o presidente em encontro na última segunda-feira. 

Acordos e pagamentos

O Cruzeiro conseguiu acordar com o Independiente Del Valle o parcelamento da dívida referente ao zagueiro Caicedo. O débito de US$ 674.502,00 (cerca de R$ 3,6 milhões) e mais uma segunda ação de cifras maiores que não foram reveladas, foi dividido em 18 vezes. O clube também conseguiu um acordo com o Tigres, do México, em relação à transferência de Rafael Sóbis, um débito no valor total de R$ 17,2 milhões; e ainda quitou parte da dívida com o Zorya, da Ucrânia, pela vinda do atacante Willian ‘Bigode’, cerca de R$ 3,5 milhões com o auxílio do Supermercados BH. Nesta quinta-feira, o clube quitou uma dívida de R$ 2,4 milhões com o Spartak de Moscou pela transferência do atacante Pedro Rocha, que veio ao clube por empréstimo no ano passado.  

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui