PM encerra aglomeração com mais de 100 pessoas e aprende veículos na orla da Lagoa de Furnas, em Pimenta

0
Carros foram apreendidos porque estavam com som alto na orla da Lagoa de Furnas em Pimenta — Foto: Polícia Militar/Divulgação

A Polícia Militar (PM) encerrou neste domingo (16) uma aglomeração com mais de 100 pessoas que estavam sem máscaras e com som de veículos com altura não permitida na orla da Lagoa de Furnas, no Distrito de Santo Hilário, em Pimenta. Por conta da pandemia da Covid-19, a Prefeitura pediu que as pessoas evitem ir ao local.

A Administração Municipal e Circuito Grutas e Mar de Minas se manifestaram sobre o ocorrido em redes sociais (veja abaixo). A reportagem tentou contato com a Secretaria de Saúde para comentar o fato e também falar sobre a ação de impedimento ao local, mas as ligações não foram atendidas até a última atualização da matéria.

O sargento Vinícius Cunha contou ao G1 que uma viatura da PM do município, com apoio de uma equipe de Formiga, estiveram no local por volta das 16h. Eles foram acionados depois de uma denúncia.

A Polícia disse que mais de 40 veículos estavam no local e vários deles foram abordados. Três foram recolhidos e levados a um pátio credenciado. Eles foram apreendidos porque estavam com som ligado em uma altura não permitida e que causava, naquele momento, incômodo à população local.

Além dos veículos apreendidos, a PM emitiu 12 autuações de trânsito, mas não deu detalhes sobre as multas. De acordo com a publicação do Executivo, o artigo 129 da lei municipal nº 1.451, é proibido o som automotivo e fixo no Distrito de Santo Hilário.

Impedimento de acesso com carros

O sargento da PM também contou à reportagem que algumas reuniões já foram feitas junto à Prefeitura solicitando o impedimento de acesso com veículos à orla da Lagoa de Furnas. Embora seja um local turístico e que é frequentado por centenas de pessoas aos fins de semana, neste momento de pandemia o acesso com carros tem causado receio à população, além de pertubação do sossego de quem mora e frequenta o local.

“Já discutimos e isso tem sido estudado por parte da Prefeitura, que em breve deve atender à nossa solicitação”, destacou o sargento.

Posicionamentos

 

Posicionamento da Prefeitura de Pimenta — Foto: Facebook/Reprodução

Na tarde desta segunda-feira, a Prefeitura comentou sobre o assunto em uma rede social. Leia o posicionamento abaixo.

“O Governo de Pimenta repudia o caos que aconteceu em Santo Hilário nesse domingo, dia 16 de agosto de 2020.

A Administração Municipal NÃO COMPACTUA com esse tipo de turismo predatório, que coloca o distrito em situação de vulnerabilidade devido à poluição auditiva e ilicitude de atos de vandalismo, bem como a falta de controle de visitantes e já está tomando providências cabíveis junto à Policia Militar, a fim de que não aconteça novamente essa situação.

Compreendemos a ânsia das pessoas em saírem de casa, mas pedimos que neste momento de pandemia evitem ir a Santo Hilário, pois os moradores do distrito estão receosos por conta da Covid-19 e também pela descaracterização que o local sofre com esse tipo de “turismo”.

Todos são bem-vindos à Santo Hilário, desde que respeitem a natureza e os moradores da localidade, os quais sempre receberam todos com muita hospitalidade.

Pelo ocorrido desse fim de semana, amparados pela Lei Federal nº9.03/97 art. 228 e 229 e pela Lei Municipal nº 1451 art. 129, FICA PROIBIDO O SOM AUTOMOTIVO E FIXO NO DISTRITO DE SANTO HILÁRIO, infrações passíveis de multa e remoção do veículo, haja vista PENALIDADE GRAVE .

O distrito sempre foi reconhecido por ser um lugar de tranquilidade e de contato com a natureza e assim prezamos para que continue. Não somos a favor do crescimento desordenado do turismo local e, em conjunto com o Circuito Turístico Grutas e Mar de Minas, continuaremos no objetivo de manter as características locais as quais Santo Hilário possui, bem como levarmos em consideração a infraestrutura para receber o turista.

Agradecemos a compreensão de todos e temos a certeza de que todos farão o melhor por Santo Hilário, para que as medidas de controle sejam respeitadas”.

Circuito Turístico Grutas e Mar de Minas também se manifestaram sobre o ocorrido através de publicação em rede social.

View this post on Instagram

REPUDIO**** REPUDIO*** Não ao turismo predatório!! 🚫❌🆘️ Alô Ministério Público! Alô Prefeitura! Alô Policia Militar! Como IGR a qual Santo Hilário participa, estamos sem palavras com o que está acontecendo em Santo Hilário. Esses videos são de ontem dia 16/08, sim, em plena pandemia essa quantidade absurda de gente. Falta de empatia e respeito com os moradores do distrito. Santo Hilário foi conhecido pelo seu turismo de paz, sossegado, aconchego, natureza, cachoeiras, turismo para familia e pessoas que preservem o lugar. O turista sempre foi respeitado pelo morador, sempre foi bem recebido. Mais essa situação aqui é lamentável. Isso aqui não é turismo, isso aqui não tem nada haver com a comunidade, isso aqui é bagunça, essas pessoas estao desrespeitando os moradores. Sim, os moradores não querem essas situação por la. Pedimos aos visitantes que cuide e proteja Santo Hilário. Prefeitura, PM, façam alguma coisa, o turismo de Santo Hilário não merece isso! NÃO AO TURISMO PREDATÓRIO, NÃO A BAGUNÇA, NÃO A BADERNA. SANTO HILÁRIO MERECE RESPEITO! Em definitivo, o Grutas e Mar de Minas é contra esse tipo de Turismo. Contra, contra nesse momento de pandemia essa aglomeração. Somos contra o desrespeito com os moradores de Santo Hilário que sempre abriu as portas para o turista, que sempre foi receptivo com as pessoas. Isso aqui não é turismo, pode ser qualquer coisa, menos turismo. Santo Hilário merece respeito! #porsantohilario #naoaoturismopredatorio #naoaoturismosemcuidado #nãoàbagunça

A post shared by IGR Grutas e Mar de Minas (@grutasemardeminas) on

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui