Prefeitura de BH registra mortes por Covid-19 em pacientes fora do grupo de risco

0
Laboratório Municipal de Biologia Molecular terá capacidade diária para realizar exames em 320 amostras — Foto: Reprodução / TV Globo

Dados divulgados nesta segunda-feira (3) pelo boletim epidemiológico da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) mostram que a capital registrou as primeiras mortes por coronavírus em pacientes sem comorbidades.

Até o dia 31 de julho, 100% dos pacientes que morreram com a Covid-19 em BH estavam em algum grupo de risco ou tinham alguma doença associada. O número apresentado pelo relatório nesta segunda-feira, porém, é de 98,4%.

O documento apresentado pela PBH revela 552 mortes provocados pelo novo coronavírus na cidade. São 24 óbitos a mais que o último relatório apresentado na sexta-feira (31). Entre os pacientes que morreram com a Covid-19, 300 são homens e 252 são mulheres. A maior parte dessas pessoas tinha 60 anos ou mais (447).

A doença em BH

O Barreiro é a região de Belo Horizonte com mais confirmações da doença. São 367 casos. Em seguida, aparecem as regiões Leste (342), Oeste (338) e Nordeste (309), onde a PBH registrou mais mortes (74).

Barreiro tem mais confirmações da Covid-19, mas Região Nordeste tem mais óbitos, em BH. — Foto: Reprodução / PBH

Testes na capital

O Boletim Epidemiológico da PBH também trouxe informações sobre os testes realizados na rede pública e particular. Foram 109.721 aplicações, a maior parte delas (61.298) feita pelo método PCR, o mais indicado para diagnóstico da doença. O restante (48.423) foram testes rápidos. De acordo com a prefeitura, os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) no dia 28 de julho.

Fiscalização

Agentes da prefeitura continuam trabalhando em barreiras sanitárias. Até o fim de julho, foram 534.074 abordagens em veículos que passaram pela capital, com 1.102.868 pessoas analisadas. Desse total, 2.655 foram encaminhadas para os serviços de saúde com suspeita de contaminação pelo novo coronavírus.

Já nas estações de integração do transporte coletivo, agentes de saúde avaliaram 103.851 pessoas e encaminharam 219 para o serviço de saúde. A fiscalização ocorre nas estações Barreiro, Diamante, Pampulha, São Gabriel, Venda Nova e Vilarinho. Os dados foram atualizados nesta segunda-feira.

 

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui