‘A todo momento tentavam imputar a ele a culpa’, diz advogado de jovem agredido pela PM em MG

0

O advogado do motoboy agredido por policiais militares de Três Corações afirmou que, durante depoimento nesta quarta-feira (16), a Polícia Militar parecia tentar “imputar a culpa” ao jovem pelo que aconteceu. A afirmação dele foi feita à reportagem da EPTV, afiliada Rede Globo, após o rapaz ser ouvido sobre o caso.

De acordo com o advogado Josmar Lima Silva, a dinâmica do depoimento foi relacionada ao acidente em que a viatura policial e a moto do cliente bateram e não sobre as agressões.

“[O depoimento] girou em torno mais da dinâmica de como foi o acidente, de onde vieram os policiais, onde ele caiu. Foi diferente do que a gente pretendia mostrar, que era a própria agressão. Pareciam que a todo momento tentavam imputar a ele a culpa do que aconteceu, quando de fato a culpa é da própria Polícia Militar”, relatou.

Advogado do motoboy agredido por policiais militares em Três Corações falou sobre o depoimento do cliente — Foto: Reprodução/EPTV

O depoimento do motoboy faz parte de um inquérito interno aberto pela Polícia Militar, que quer saber como foi de fato a atuação dos policiais na abordagem.

O jovem reafirmou que foi agredido enquanto estava algemado e no chão por quatro policiais militares. Ele também diz que foi insultado verbalmente com palavras preconceituosas.

“Eles começaram a falar que eu não estava indo levar lanche nada, que eu estava comendo o lanche, por isso eles isso eles não gostavam de gordo”, disse o motoboy, preferindo não se identificar.

A agressão ocorreu na quarta-feira (9). O jovem disse que estava fazendo uma entrega quando ouviu um tiro e estava tentando sair do bairro Nova Três Corações quando um carro da polícia bateu nele.

No depoimento, ele também manteve a versão de que foi ameaçado de morte por um PM caso não pagasse o estrago da viatura.

“Eles estavam ameaçando a todo momento que se eu não pagasse a viatura, o concerto da viatura, eu iria morrer”, afirmou o motoboy.

Imagens mostram policiais militares agredindo jovem em Três Corações (MG) — Foto: Reprodução/EPTV

As imagens da ocorrência viralizaram nas redes sociais. No vídeo, o rapaz aparece no chão sendo agredido por policias e levando golpes na cabeça. A mãe do motoboy disse que até hoje não conseguiu assistir.

“A pouca parte que eu conseguir ver, é muito triste como mãe ver um filho sendo espancado daquele jeito. E você ver aquele monte de homem, ‘aquelas’ polícia batendo nele, para mim, como mãe, é muito triste, é muito revoltante”, disse a mãe, também preferindo manter o anonimato.

Os quatro policiais citados no depoimento como agressores do motoboy foram transferidos para trabalhos internos no Batalhão de Polícia Militar de Três Corações.

“A defesa agora vai concentrar todos os esforços, em respeito à família, em respeito à nossa profissão e em respeito à sociedade também para que eles sejam expulsos da corporação”, afirmou o advogado do motoboy.

O Ministério Público de Três Corações disse que já tomou conhecimento do fato e pediu informações à Polícia Civil, que encaminhou o laudo do corpo de delito. A Polícia Militar também repassou os detalhes sobre o inquérito policial.

O advogado da vítima já foi ouvido e o MP vai aguardar a conclusão do inquérito da PM para fazer uma análise do relatório e decidir se oferece denúncia ao Tribunal de Justiça.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui