Homem é indiciado por homicídio doloso após atropelar e matar criança em Uberlândia

0
Caso de atropelamento com morte foi investigado pela Polícia Civil em Uberlândia — Foto: Vanessa Pires/G1

A Polícia Civil concluiu o inquérito que investiga a morte de uma criança, de dois anos, após ser atingida por um carro em um condomínio de chácaras, em Uberlândia.

O motorista, 35 anos, foi indiciado por homicídio doloso – quanto assume o risco de cometer o crime. Após o fato, o autor foi preso e confessou que havia usado drogas e ingerido bebida alcoólica.

“Ele ainda vai responder por embriaguez ao volante e lesão corporal, pois os pais da criança também se feriram. Ele confessou o uso de cocaína e praticava manobras arriscadas. Tudo isso demonstra que agiu com dolo eventual”, disse o delegado Eduardo Leal.

O autor foi levado para o Presídio de Uberlândia I, antigo Professor Jacy de Assis.

Acidente

O acidente foi registrado dia 16 de agosto nas chácaras Jockey Camping, que fica às margens da BR-365, em Uberlândia.

Segundo registro feito pela Polícia Militar, testemunhas disseram que o condutor do veículo, 35 anos, realizava manobras arriscadas pelas ruas do condomínio.

Ao passar no cruzamento das ruas Campulina com Piquira, ele rodou o veículo, bateu em uma caminhonete que estava estacionada e, esta, atropelou e prensou a criança contra um muro.

O delegado que investigou o caso, Eduardo Leal, informou que o veículo era da família da criança e os pais, que estavam próximos, também tiveram fraturas durante o acidente.

Após os fatos, ao ser abordado, o autor confessou para a polícia que ingeriu bebida alcoólica e usou cocaína no dia anterior. O teste do etilômetro deu positivo, com 0,16mg/l. Ele foi levado para a Delegacia de Plantão e depois para o presídio.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui