Idoso é preso por abuso sexual durante atendimentos espirituais em Januária

0

Curas espirituais, físicas e desembaraço na vida profissional e amorosa. Essas eram as promessas de um idoso de 66 anos que se dizia curandeiro, mas durante os supostos atendimentos espirituais ele, na verdade, abusava sexualmente de mulheres e adolescentes em Januária, no Norte de Minas. Ele se aproveitava de momentos e espaços reservados com as clientes para cometer os crimes. Pelo menos quatro mulheres foram abusadas. 

A Polícia Civil prendeu o suspeito no último sábado (26). As investigações tiveram início após duas vítimas adolescentes denunciarem o homem. Elas contaram que o suspeito pedia que elas tirassem a roupa como parte do tratamento ou jogava líquidos de propósito nas vestes delas para que fossem retiradas. Depois ele cometia os abusos.

Todo os atendimentos eram pagos com uma certa quantia em dinheiro ou com farinha, feijão, milho e animais, como porcos e galinhas. O pretexto é que o valor arrecadado seria usado para comprar ervas para usar nos procedimentos de cura. Inclusive no momento da prisão, o falso curandeiro estava contando o dinheiro faturado nos crimes. 

 As apurações indicam que os atendimentos começaram a ser feitos na residência do suspeito, na cidade de Arinos, e a convite de um outro possível curador, o idoso começou a realizar os atendimentos também em Bonito de Minas e no distrito de São Joaquim, na comunidade da Fazenda Picos, município de Januária, todos no Norte de Minas. 

Após a denúncia da adolescente, apareceram mais duas vítimas adultas que disseram que estavam envergonhadas de falar sobre o ocorrido. “Ao menor sinal de que esteja sofrendo qualquer forma de violência, a vítima precisa procurar ajuda. Procure a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) ou posto policial mais próximo”, ressaltou a delegada Brunna Jhyesse Silva e Brito.

A operação para prender o suspeito foi chamada de “O aprendiz”, fazendo alusão ao famoso caso do médium ‘João de Deus’, que assim como o idoso de Januária, abusava da confiança, fragilidade emocional e desespero das vítimas que buscavam curas e cometia abuso sexual e charlatanismo contra elas. O idoso foi encaminhado ao sistema prisional. 

 

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui