Modelo morre em gravação de clipe de funk; polícia de São Paulo investiga o caso

0

A Polícia Civil de São Paulo investiga a morte misteriosa da modelo e dançarina Júlia Melo Carlota, 21, durante a gravação de um clipe de funk em Poá, no Estado de São Paulo.

Ela chegou a ser socorrida em um hospital, mas não resistiu. O caso foi registrado como morte suspeita (morte súbita).

Segundo informações do jornal Extra, a jovem teria passado mal e caído entre as demais dançarinas que participaram da gravação do vídeo dos MC´s Tiger e 2B da ZL. 

“Estou aguardando o laudo da certidão de óbito para me expressar. Estou de luto, não quero falar sobre o assunto. Já estou conversando com os familiares”, comentou MC 2b da ZL ao Extra. Ele ainda disse que a jovem tinha filhos gêmeos de 2 anos. 

Em um vídeo, o funkeiro também comentou a morte: “Sempre foi feliz e alegre, ela sempre trouxe alegria e felicidade para gente. Eu chamei ela para o videoclipe. Mas o que aconteceu com a Júlia poderia ter acontecido com qualquer um aqui. Falei com a mãe dela que eu tomei três latas de energético. Entrei em contato com a família e disse que prestei os primeiros socorros. Não houve omissão, enquanto eu ligava para Samu, outras pessoas colocaram ela dentro do carro e levaram para o hospital. Infelizmente, não deu tempo de socorrer ela. Poderia ter acontecido com qualquer um, mas foi no dia da gravação do clipe. Ela estava lá e caiu, ninguém sabe a causa da morte, não podemos falar que foram drogas, bebida, maconha… A única coisa que pode dizer isso é o laudo, que ficará pronto dentro de 28 dias. Vamos aguardar e observar os fatos e a verdade”, disse. Ele também postou um vídeo gravado pouco antes da morte.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui