Advogado de BH ‘pagou’ barra de maconha em troca do assassinato de amigo

0
Juliano César Gomes desapareceu no dia 21 de maio quando saiu de casa no bairro Floresta

O advogado de 33 anos suspeito de mandar matar o amigo, o também advogado Juliano César Gomes, de 37 anos, pagou com barra de maconha para que a vítima fosse assassinada. O primeiro pagamento foi de aproximadamente um quilo da droga. A informação foi divulgada pela Polícia Civil, na manhã desta quarta-feira (4). 

Gomes desapareceu no dia 21 de maio quando saiu de casa no bairro Floresta, região Leste de Belo Horizonte. O corpo foi encontrado no dia 8 de junho na zona rural de Funilândia, região Central do Estado. 

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui