Buddy Valastro diz que pode nunca mais voltar à confeitaria após acidente

0
Buddy Valastro com a família (Foto: Reprodução/Instagram)

Via Revista Quem 

O confeiteiro e apresentador norte-americano Buddy Valastro, de 43 anos de idade, abriu o jogo sobre o grave acidente que sofreu na mão direita em setembro, que já lhe rendeu três cirurgias e, atualmente, segue em delicado processo de reabilitação.

Em uma entrevista ao Entertainment Tonight, Buddy disse que está focado na recuperação levando um dia de cada vez e tentando se manter otimista. “Bem, estou me sentindo bem, sabe, sinto que estou de bom humor, tentando olhar para o copo meio cheio ao invés do copo meio vazio”, começou ele.

Buddy Valastro passou por três cirurgias depois de acidente em casaImagem: Reprodução/Instagram/@buddyvalastro

“Eu estou apenas tentando me recuperar e recuperar todas as minhas forças e ver exatamente como toda a extensão de tudo vai acabar sendo, sabe, porque ainda é um pouco cedo paar dizer. Mas vamos ao ponto positivo: ainda tenho minha mão direita. Eu poderia ter perdido os dedos e poderia ter passado pelo meu pulso e ficado muito pior. Então, estou levando isso dia após dia e bolo após bolo”, completou.

Buddy, porém, não descarta a possibilidade de nunca mais voltar à confeitaria profissional. Agora, de forma realista, você sabe, as cicatrizes cicatrizaram, mas eu realmente não tenho tanto movimento, tanta força, destreza… Então, é realmente apenas uma questão de continuar a fazer a reabilitação. Eu diria que provavelmente estou, tipo, 10 ou 15 por cento da força que eu costumava ter… Realmente vai ser uma questão de tempo para ver exatamente o que volta com os nervos também… E os nervos foram muito prejudicados. Meus dedos estão meio dormentes no meio, sabe? Eles sempre vão ficar dormentes e rígidos… e veremos o que acontece.”

Valastro disse ainda que deve se submeter a mais duas ou três cirurgias, dependendo de como sua fisioterapia for nos próximos três meses. O inchaço na mão, inclusive, também pode levar um ano para diminuir. Ele reconheceu que talvez nunca mais possa fazer bolos profissionalmente.

“Sinceramente, não sei o quanto poderei fazer. Usando a mão esquerda [ele é destro], tenho 30% da minha habilidade. Posso ser como um boxeador que tem coração, mas não tem mais as ferramentas, e espero que esse não seja o meu caso. Só o tempo dirá. Mas é uma realidade, porque eu ainda coloco muito do meu toque nas coisas. Mas, se eu não puder, eu não quero ser o treinador e só dizer: ‘gente, façam isso, façam aquilo’. Não estou pronto para ficar de fora ainda, então não sei como será a transição ou de que forma coisas vão terminar”, analisou Buddy. 

Buddy Valastro (Foto: Reprodução/Instagram)

O ACIDENTE

Em setembro, Buddy ficou com a mão presa em armador de pino de boliche. Ele estava jogando boliche na pista que tem em casa quando houve uma falha no armador de pinos. Quando confeiteiro tentou soltar o pino do mecanismo, a máquina voltou a funcionar e Buddy acabou com a mão presa.

Buddy passou por duas cirurgias para retirar a haste de metal, que provocou uma grave lesão ao ficar presa em sua mão. A terceira e mais recente cirurgia foi em meados de outubro.

“Oi, pessoal. Acabei de fazer minha terceira cirurgia na mão. Tem sido um caminho difícil para a recuperação, mas sigo firme. Queria que soubessem o quanto agradeço por todo o amor e vibrações positivas”, escreveu ele suas redes sociais.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui