Macaco da espécie Bugio é resgatado com vários ferimentos, em Januária

0
Macaco foi levado para o quartel dos bombeiros onde recebeu alimentação e água — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Um macaco da espécie Bugio foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros com vários ferimentos em Januária. O animal foi encontrado por moradores próximo ao trevo do Anel Rodoviário, no Bairro Bom Jardim, nesse domingo (9), e a suspeita é de que ele tenha sido atropelado.

“O macaco estava com ferimentos na pata dianteira, cauda e na cabeça. Acreditamos que o atropelamento ocorreu há alguns dias porque as lesões pareciam ser antigas e estavam com mau cheiro. Ele estava fraco e debilitado, por isso não tentou atacar durante o resgate”, explicou o Cabo Luciano Moreira Lima.

Os bombeiros usaram uma rede para fazer a captura e o macaco foi colocado em uma caixa de aço. O cabo explicou que ele foi levado para o quartel onde recebeu alimentação e água.

“Conseguimos doação de banana e maçã com um supermercado da região. O macaco aparentava estar há muitos dias sem alimentação e comeu todas as frutas que colocamos no local”.

O macaco permaneceu no quartel até a manhã desta segunda-feira (9) e depois foi entregue no IEEF.

Espécie Bugio

O animal pode pesar até 7 quilos e pertence ao gênero Alouatta, considerado o de maior distribuição geográfica, sendo encontrados do México ao sul da América do Sul.

Os bugios, que são conhecidos popularmente por guaribas, barbudo e macaco roncador, apresentam a pelagem em diferentes colorações, que variam do marrom escuro ao ruivo.

Eles são conhecidos pela forte vocalização que geralmente emitem em grupo ao amanhecer, entardecer e esporadicamente durante o dia para se comunicar com outros bandos e também marcar território.

Animal estava com vários ferimentos — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui