Morre em Ipanema homem que teve 63% do corpo queimado pela ex-mulher

0
Veículo totalmente destruído pelas chamas — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Morreu, nesta quinta-feira (5), Manoel Bernardino Rodrigues, de 49 anos, que teve 63% do corpo queimado pela ex-mulher, segundo apurou o G1.

Ele estava internado desde o dia 28 de outubro no Hospital Municipal de Ipanema, com queimaduras de segundo e terceiro grau. A vítima aguardava transferência para o hospital João XVIII, em Belo Horizonte, que é referência no tratamento de queimados.

Segundo a Polícia Civil, a motivação do crime foi ciúmes e vingança por parte da ex-mulher, de 41 anos, que não aceitava o relacionamento dele com outra pessoa.

A autora, que foi presa no mesmo dia do fato, continua detida no Ceresp de Ipatinga até completar 15 dias. Após esse período, ela será encaminhada ao presídio de Inhapim. Já a filha dela, de 17 anos, que teria ajudado a mãe a cometer o crime, está livre por conta do juiz não ter visto motivo dela ser internada no Centro Socioeducativo.

O crime

O crime ocorreu na madrugada do dia 28 de outubro. Conforme apurado pela Polícia Civil, as autoras foram até uma rua onde o homem estava com outra mulher dentro de um carro. Em seguida, elas derramaram combustível no veículo e atearam fogo.

A mulher que estava dentro do veículo com a vítima conseguiu escapar sem ferimentos. Entretanto, o homem estava embriagado e não conseguiu sair do automóvel. Com isso, ele acabou tendo mais de 60% do corpo queimado.

As suspeitas foram presas horas mais tarde do mesmo dia. De acordo com a Polícia Civil, a adolescente foi localizada transitando no Centro da cidade, enquanto a mãe dela foi presa em um sítio, a aproximadamente 12 quilômetros de onde a filha estava. Durante a ação, ela tentou fugir por um matagal, mas foi detida pelos policiais.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui