Em baixa no Cruzeiro, Moreno é capa da revista Forbes da Bolívia

0

Em baixa no Cruzeiro, o atacante Marcelo Moreno continua absoluto na Bolívia. Um dos artilheiros das Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2020, com três gols marcados, o jogador é capa da última edição da versão boliviana da tradicional revista ‘Forbes’. 

‘Os sonhos do matador’, destaca a publicação em sua capa, relembrando o recorde estabelecido por Moreno com a camisa da seleção boliviana. Neste ano, o jogador se converteu no máximo goleador do selecionado de seu país com 21 gols marcados. 

A revista também lembra que Moreno foi o jogador mais caro da história do país e que hoje tem como objetivo maior classificar a seleção boliviana para a Copa do Mundo do Catar. Uma missão extremamente complicada, já que a Bolívia é a última colocada das Eliminatórias, com apenas um ponto em quatro jogos. A última vez do país em Copas aconteceu nos Estados Unidos, em 1994. Na ocasião, a seleção boliviana caiu na primeira fase, não vencendo nenhum jogo. 

Se na seleção boliviana, Moreno é ídolo absoluto, no Cruzeiro, o jogador perdeu espaço e vem amargando a reserva na segunda divisão do futebol brasileiro. A expectiativa era de um 2020 de protagonismo para o jogador, que voltou ao Brasil com status de grande contratação e direito à recepção diante da torcida na sede administrativa. 

Porém, dentro de campo, as coisas não se acertaram para Moreno. Em 29 partidas com a camisa celeste, o jogador, de 33 anos, marcou apenas três gols, o último deles no dia 30 de outubro, na vitória sobre o Paraná por 2 a 0, pela 19ª rodada da Série B. Moreno não é titular do Cruzeiro desde o empate com o Figueirense por 1 a 1, pela 22ª rodada. 

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui