Três feridos do acidente com ônibus em João Monlevade ganham alta nesta sexta; sete seguem internados

0
Ônibus caiu de viaduto em João Monlevade — Foto: Redes sociais

Uma semana após o acidente com o ônibus que despencou do viaduto conhecido como “Ponte Torta”, em João Monlevade, na Região Central de Minas Gerais, três pacientes que estavam internados no Hospital Margarida – dois homens, de 29 e 65 anos, e uma mulher, de 25, – ganharam alta médica na manhã desta sexta-feira (11).

Das 27 pessoas que ficaram feridas no acidente, sete continuam internadas após uma semana. Quatro delas – três homens e uma mulher – no Hospital Margarida e três no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte.

O boletim mais recente divulgado pela Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) informa que continuam internadas as três vítimas do acidente que estavam no João XXIII.

Uma criança, de 7 anos, estava se recuperando bem na Enfermaria do Hospital Infantil João Paulo II, após cirurgia no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, segundo o boletim, que é de quarta-feira. Ainda havia um menino de 10 anos e um adulto, de 33, internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do João XXIII.

Enterros

Corpos de vítimas de acidente com ônibus em MG são enterrado em municípios do interior de Alagoas — Foto: Valmir Inácio/TV Gazeta

Os corpos dos alagoanos vítimas da queda do ônibus de um viaduto de mais de 35 metros na BR-381, foram enterrados nesta terça-feira (8). Dos 19 corpos, 14 foram levados para Alagoas, nas cidades de Mata Grande, Água Branca, Delmiro Gouveia e Pariconha.

Quatro foram levados para São Paulo pela polícia e um outro foi retirado do Instituto Médico-Legal (IML) André Roquete, em Belo Horizonte, pela própria família.

Quatro corpos das vítimas de acidente com ônibus em Minas Gerais foram velados no ginásio em Água Branca, Alagoas — Foto: Valmir Inácio/TV Gazeta
Vítimas de acidente com ônibus em MG são enterradas em cimitério de Água Branca (AL) — Foto: Douglas França/TV Gazeta

A viagem

O ônibus da empresa Localima Turismo saiu de um povoado na zona rural de Mata Grande, em Alagoas, na manhã de quinta-feira (3) e ia para São Paulo (SP). A principal suspeita da causa do acidente é de falha no freio do veículo. Além dos 19 mortos, 27 pessoas ficaram feridas. O motorista sobreviveu ao pular do coletivo e nesta segunda (7) se apresentou à polícia para prestar depoimento.

De acordo com o Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG), o veículo envolvido no acidente já foi autuado seis vezes em estradas que passam por Minas Gerais.

Vítimas de Alagoas que morreram no acidente com ônibus que caiu de um viaduto no interior de Minas Gerais — Foto: Arte G1

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui