Prefeitura de Juiz de Fora registra mais cinco mortes de Covid-19

0
Informação é do boletim diário deste domingo (24). Confira também dados sobre confirmações, notificações suspeitas, pacientes curados e taxa de ocupação de UTIs

Via G1 Zona Da Mata

Cinco novas mortes por Covid-19 foram registradas nas últimas 24 horas em Juiz de Fora e a cidade chegou a 664 óbitos pela doença desde o início da pandemia. A informação foi divulgada pela Prefeitura no Boletim Municipal deste domingo (24).

O município também contabilizou 8 novos casos de coronavírus e chegou a 16.335 notificações positivas.

Veja o perfil dos óbitos divulgados:

  • Idoso, de 83 anos: morreu neste sábado (23) e tinha comorbidades;
  • Idoso, de 66 anos: morreu neste sábado (23) e tinha comorbidadse;
  • Idoso, de 72 anos: morreu neste domingo (24) e tinha comorbidades;
  • Mulher, de 44 anos: morreu neste domingo (24) e tinha comorbidade;
  • Idoso, de 90 anos: morreu neste domingo (24) e tinha comorbidade.

Hospitalização e taxa de UTI

De acordo com o Painel Gerencial da Prefeitura, 301 pessoas estão hospitalizadas em unidades privadas e públicas no município, sendo que 173 ocupam leitos em enfermarias e 128 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Ainda segundo a Administração,  a taxa de UTI do Sistema Único de Saúde (SUS) é de 79,13%.

*Os números de leitos de UTI podem sofrer atualização mais de uma vez a cada 24 horas. Até a publicação desta reportagem, a última tinha ocorrido às 18h15 deste domingo.

 

Recuperados

Em julho, a Prefeitura de Juiz de Fora divulgou pela primeira vez o número de curados da Covid-19 na cidade desde o início do Boletim Municipal: são 13.115 pessoas recuperadas desde o início da pandemia.

Comparação em 24h

  • Mortes: foram mais cinco, totalizando 664 mortes e nenhuma em investigação;
  • Casos confirmados: são mais 8, chegando a 16.335;
  • Casos em investigação: são mais 59, chegando a 52.911;
  • Casos descartados: a Prefeitura de Juiz de Fora não informou o número de casos que foram descartados desde o início da pandemia.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui