Proliferação e maus tratos é a realidade dos animais de rua em Angelândia MG

0

Para quem preza pelo respeito aos direitos dos animais e pela humanização nos cuidados aos animais de rua, se depara com um quadro precário e desolador na cidade de Angelândia, MG. 

É o que relata a moradora Katia Ramalho em seu perfil no facebook,


A proliferação dos animais está fora de controle no município que lotam as ruas causando transtornos aos moradores, perigo eminente a crianças e idosos, caos ao trânsito, mas principalmente, esta situação deixa os animais vítimas de maus tratos, devido a fome e doenças. 

Outra moradora postou em um grupo na rede social, a situação de um cachorro com uma doença grave e em estado profundo de desnutrição. 

A prefeitura municipal é responsável pelo controle dos animais e recolhimento, mas segundo informações há um bom tempo não existe qualquer trabalho voltado aos cuidados dos mesmos. 

Diante de tantas denúncias o vereador Marcinho da Ambulância foi verificar a situação do Canil Municipal e constatou um quadro de quase total abandono. 

O canil embora seja de propriedade privada, foi arrendado pela administração municipal e se tornou um canil público, onde a prefeitura que é responsável pela manutenção, contratação de profissionais, coleta de animais, contratação de médicos veterinários, etc..

Não foi encontrado registros dos animais e quadro de aviso tem instruções de 2018

Porém, a situação encontrada pelo vereador é crítica, no local não tem registros dos animais recolhidos, nem sobre seus tratamentos, não foi encontrado um médico veterinário, embora um quadro de avisos, cite o nome de um possível profissional, mas que já não trabalha no canil desde 2018, as inscrições são antigas no quadro de aviso e evidenciam a falta de atualização na rotina de atividades do canil. 

Material perfurocortante com potencial contaminante foi encontrado em grande quantidade.


Outro fator preocupante é com relação a quantidade elevada de material perfurocortante com potencial contaminante  exposto no local sem coleta, foram encontradas muitas caixas de agulhas, seringas e frascos de insumos usados no tratamento do animais de quando o canil ainda funcionava. 

O vereador mostrou também muitos fracos de medicamentes vencidos e outros abertos sem o devido armazenamento, o que diminui ou anula os efeitos dos mesmos. 

medicamentos vencidos foram encontrados no local

 

No estoque apenas dois sacos de ração animal foi encontrado, sendo estes para adulto, mas no canil existem animais ainda filhotes o que impede ou ao menos dificulta os pequenos animais de se alimentarem. 

O armazenamento também foi alvo de crítica do vereador que mostrou que a ração e o material de limpeza estão no mesmo local, o que não é indicado.

Ração apenas para cães adultos armazenado junto com materiais de limpeza



Veja o vídeo completo:

Nossa reportagem tentou entrar em contato com a Prefeitura municipal de Angelândia, mas até o fechamento desta reportagem não tivemos sucesso. 

 

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui