Professores do ensino superior podem se vacinar contra a Covid em Belo Horizonte

0
Professores de ensino médio agora podem se vacinar contra a Covid-19 em BH (imagem ilustrativa) — Foto: Arquivo/SVM

Via G1 Minas Gerais 

A partir desta sexta-feira (4), trabalhadores do ensino superior podem se vacinar contra a Covid-19 em Belo Horizonte. Eles vão receber a primeira dose da AstraZeneca.

A ampliação para os novos grupos começou na terça-feira (veja a escala abaixo), mas é importante destacar que qualquer grupo que já tenha sido autorizado a vacinar na capital e não tenha conseguido ir aos postos de vacinação, por qualquer motivo, pode e deve buscar a imunização. Ou seja, se algum trabalhador do transporte aéreo não tiver ido se vacinar na quarta, por exemplo, ele pode ir, normalmente, nesta sexta ou nos próximos dias.

A expectativa é vacinar 20.522 professores do ensino fundamental, 1.381 trabalhadores do transporte aéreo, 4.823 pessoas com deficiência permanente, 2.296 professores do ensino médio e 12.514 do ensino superior.

Veja a programação da semana:

  • Terça-feira, dia 1º: Trabalhadores do Ensino Fundamental com 18 anos ou mais completos até 30 de junho;
  • Quarta-feira, dia 2: Pessoas com deficiência permanente com 18 anos ou mais completos até 30 de junho e cadastradas no portal da Prefeitura até 23h59 do dia 30 de maio; trabalhadores do transporte aeroviário, residentes em Belo Horizonte, com 18 anos ou mais completos até 30 de junho;
  • Quinta-feira, dia 3: Trabalhadores do Ensino Médio, profissionalizante e EJA com 18 anos ou mais completos até 30 de junho;
  • Sexta-feira, dia 4, e sábado, dia 5: Trabalhadores do Ensino Superior com 18 anos ou mais completos até 30 de junho.

    A partir desta sexta-feira (4), trabalhadores do ensino superior podem se vacinar contra a Covid-19 em Belo Horizonte. Eles vão receber a primeira dose da AstraZeneca.

    Vacinação é ampliada em Belo Horizonte — Foto: Raiza Milhomem/Prefeitura de Palmas/Divulgação

    A ampliação para os novos grupos começou na terça-feira (veja a escala abaixo), mas é importante destacar que qualquer grupo que já tenha sido autorizado a vacinar na capital e não tenha conseguido ir aos postos de vacinação, por qualquer motivo, pode e deve buscar a imunização. Ou seja, se algum trabalhador do transporte aéreo não tiver ido se vacinar na quarta, por exemplo, ele pode ir, normalmente, nesta sexta ou nos próximos dias.

    A expectativa é vacinar 20.522 professores do ensino fundamental, 1.381 trabalhadores do transporte aéreo, 4.823 pessoas com deficiência permanente, 2.296 professores do ensino médio e 12.514 do ensino superior.

    Veja a programação da semana:

    • Terça-feira, dia 1º: Trabalhadores do Ensino Fundamental com 18 anos ou mais completos até 30 de junho;
    • Quarta-feira, dia 2: Pessoas com deficiência permanente com 18 anos ou mais completos até 30 de junho e cadastradas no portal da Prefeitura até 23h59 do dia 30 de maio; trabalhadores do transporte aeroviário, residentes em Belo Horizonte, com 18 anos ou mais completos até 30 de junho;
    • Quinta-feira, dia 3: Trabalhadores do Ensino Médio, profissionalizante e EJA com 18 anos ou mais completos até 30 de junho;
      • Ser trabalhador da educação dos ensinos Fundamental, Médio e Superior em atividade em escolas públicas e privadas de Belo Horizonte;
      • Apresentar documento de identificação com foto;
      • Não ter recebido vacina contra a Covid-19;
      • Não ter recebido qualquer outra vacina nos últimos 14 dias;
      • Não ter tido Covid-19 com início de sintomas nos últimos 30 dias.Sexta-feira, dia 4, e sábado, dia 5: Trabalhadores do Ensino Superior com 18 anos ou mais completos até 30 de junho.

        Trabalhadores da educação

        Todos os professores e funcionários das escolas públicas e privadas dos ensinos Fundamental, Médio e Superior de Belo Horizonte serão contemplados. A vacinação para este público será em postos fixos e extras, das 7h30 às 16h, e em pontos de drive-thru, das 8h às 16h. Os endereços estão disponíveis no portal da prefeitura.

        Quem for se vacinar, deve seguir as seguintes orientações:

      O trabalhador precisa apresentar um documento que comprove a sua vinculação com estabelecimento de educação:

      • Comprovante de pagamento (contracheque) emitido nos últimos 3 meses; ou
      • Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) com especificação da função; ou
      • Contrato de trabalho; ou
      • Declaração de vinculação ativa como trabalhador da educação emitida pelo estabelecimento de ensino.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui