Trabalhadores da Saúde de Belo Horizonte que têm entre 26 e 36 anos recebem a segunda dose da vacina contra a Covid-19

0
Trabalhadores da saúde vão receber a segunda dose da AstraZeneca nesta terça-feira, em BH. (Imagem ilustrativa) — Foto: Ana Amaral/Prefeitura de Parnamirim

Via G1 Minas Gerais 

Os trabalhadores da Saúde de Belo Horizonte que têm entre 26 e 36 anos recebem a segunda dose da vacina contra a Covid-19 nesta terça-feira (27). Esse grupo foi vacinado no início de maio, com a AstraZeneca.

Essas pessoas devem apresentar o cartão com a aplicação da primeira dose, o comprovante de residência, documento de identidade e CPF.

Na quarta-feira (28), os profissionais com 18 a 25 anos seguem recebendo a segunda dose e, na quinta-feira (29), será a vez de os moradores da capital com 36 anos serem imunizados com a primeira dose.

Confira a programação dos próximos dias:

  • terça-feira (27): segunda dose para trabalhadores da saúde, com idade entre 26 e 36 anos
  • quarta-feira (28): segunda dose para trabalhadores da saúde, com idade entre 18 e 25 anos;
  • quinta-feira (29): pessoas de 36 anos, completos até 31 de julho, exclusivamente residentes de Belo Horizonte.

Os centros de saúde e postos extras funcionam das 8h às 17h. Já os pontos drive-thru estão abertos das 8h às 16h30.

Os endereços dos postos, que são específicos para cada público, estão disponíveis no portal da prefeitura. Os usuários devem ficar atentos e sempre checar os locais antes de se deslocar aos endereços.

Os locais são dinâmicos e passam por alterações diariamente por questões de logística para evitar aglomeração do público.

Quem atrasou vai para o fim da fila

Para ampliar e agilizar a vacinação na capital, a Prefeitura de Belo Horizonte optou por usar doses de vacina contra a Covid-19 que estavam guardadas para pessoas que não compareceram aos postos.

“Desde maio, a PBH tem convocado a população pendente para receber a segunda dose, mas, diante da ausência, usará as vacinas para novos públicos”, disse a administração municipal.

Isso significa que as pessoas que perderam as datas para a aplicação da segunda dose deverão esperar a chegada de novas remessas do Ministério da Saúde e nova convocação da Prefeitura, para completar o esquema vacinal. A mesma regra valerá para o público que ainda for convocado para tomar a segunda dose e não comparecer a um posto de vacinação no prazo máximo de uma semana.

“A Prefeitura manteve, por dois meses, essas vacinas reservadas para a segunda dose. Como não houve procura, vamos utilizá-las para imunizar outros grupos etários. Existe uma população muito ansiosa para receber a dose e não é justo adiar essa imunização, com vacinas em estoque”, disse o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto.”A Prefeitura manteve, por dois meses, essas vacinas reservadas para a segunda dose. Como não houve procura, vamos utilizá-las para imunizar outros grupos etários. Existe uma população muito ansiosa para receber a dose e não é justo adiar essa imunização, com vacinas em estoque”, disse o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui