Homem de 43 anos é preso por maus tratos a mula em Montes Claros

0
Mula foi encontrada debilitada em Montes Claros — Foto: Paula Alves/Inter TV Grande Minas

Via G1 Grande Minas 

Um homem, de 43 anos, foi preso por maus-tratos contra uma mula, no bairro Santa Lúcia, em Montes Claros, nesta segunda-feira (28). Segundo a Polícia Militar, o animal estava caído em via pública, bastante debilitado, sem condições de se locomover.

“Apuramos que, no domingo, a mula caiu em um córrego e só foi retirada horas depois, o que provocou machucados nela. O dono, depois, a manteve em um lote vago e, nesta noite, resolveu transportá-la para outro lugar, mesmo sabendo que ela não reunia condições físicas para tanto. No percurso, o animal caiu e foi abandonado”, explicou o tenente Ronaldo Macedo.

O suspeito do crime foi conduzido à Polícia Civil, considerando a Lei 9.605, de 1998, que estabelece, entre outras coisas, sanções penais e administrativas àqueles que praticam maus-tratos contra animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos. A pena prevista é detenção, de três meses a um ano, e multa.

“Maus-tratos não é só bater e matar. É, também, deixar de dar comida e água, deixar de dar abrigo adequado, não proporcionar descanso, transportar sem observar regras preconizadas. Faz-se necessário que proprietários de animais tenham responsabilidade”.

A PM acionou a Prefeitura de Montes Claros, por meio da Secretaria de Serviços Urbanos, para encaminhar o mamífero ao curral municipal. Ele foi levado para o estabelecimento, onde passará por avaliação com médico veterinário e receberá tratamento necessário.

Mula foi encontrada debilitada em Montes Claros — Foto: Paula Alves/Inter TV Grande Minas

Policiais ainda conversaram com testemunhas, que afirmaram não ser a primeira vez que a mula é submetida a situações de maus-tratos.

“Os proprietários precisam ficar atentos porque a legislação é muito clara no que tange ao assunto. Quem se aventurar e quiser ter um animal de estimação ou para trabalho, como é o caso desta ocorrência, precisa estar disposto a cuidar, a zelar, observando todos os aspectos de bem-estar”, reforçou o tenente Ronaldo Macedo.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui