Alemanha registra mais de 50 mil novos casos de Covid pela 1ª vez na pandemia

0
O instituto relatou que a taxa de incidência de coronavírus de sete dias passou de 232 para 249 na quarta-feira

Via Money Times 

Alemanha registrou o recorde de 50.196 casos novos de coronavírus nesta quinta-feira, o quarto dia consecutivo com uma nova alta diária, enquanto uma quarta onda de infecções pela Covid-19 se alastra pelo país.

O número total de casos confirmados de coronavírus agora é de 4,89 milhões, e o total de mortes aumentou 235 e chegou a 97.198, de acordo com o Instituto Robert Koch, a autoridade de saúde pública alemã.

O instituto relatou que a taxa de incidência de coronavírus de sete dias, ou a quantidade de pessoas por 100 mil habitantes que se infectaram na semana anterior, passou de 232 para 249 na quarta-feira.

Reinhard Sager, o presidente da associação de autoridades municipais da Alemanha (DLT), pediu que os setores de alimentação e de eventos sejam mais rigorosos ao verificar se os clientes portam exames, estão vacinados ou recuperados do vírus.

“A preocupação de se perder clientes em potencial deveria ser consideravelmente menor do que a preocupação com as consequências que ameaçam se eles continuarem a fazer pouco para cumprir as obrigações de controle”, disse Sager ao jornal Rheinische Post.

Os três partidos alemães que debatem a formação de um governo de coalizão até o início de dezembro concordam em não prorrogar um estado de emergência de âmbito nacional, apesar da onda de infecções.

Ao invés disso, na segunda-feira eles apresentaram um esboço de lei que emendaria a legislação existente para permitir que medidas como o uso obrigatório de máscaras e o distanciamento social em espaços públicos continuem em vigor até março.

O esboço de lei deve ser apresentado ao Bundestag, a câmara baixa do Parlamento, nesta quinta-feira e votado em uma sessão especial uma semana mais tarde.

Os partidos também estão cogitando permitir que empregadores imponham a exigência de que seus funcionários estejam vacinados, recuperados ou com exames negativos de coronavírus, disse Dirk Wiese, vice-líder parlamentar do Partido Social-Democrata, à televisão ARD.

 

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui