Funk Índio, de Pipokinha e Nerak, sai do ar após denúncia de racismo

0

A música Índio, de autoria da MC Pipokinha e MC Nerak, foi retirada do ar por denúncia de racismo. O funk, lançado em agosto deste ano, tem cunho sexual e frisa estereótipos relacionados à linguagem indígena.

A crítica de denúncia formal contra a música partiu da rapper Kaê Guajajara, 26 anos.

Em seu Twitter, Kaê afirmou: “A MC Pipokinha fez um videoclipe super racista chamado ÍNDIO em que só tem racismo e pessoas brancas (algumas pretas) sendo racista e reproduzindo a narrativa colonial que há anos lutamos contra”, disse.

A rapper continuou: “Conto com vocês pra denunciar o vídeo no YouTube, que já tem mais de 80 mil visualizações entre comentários racistas. Aproveitem e dê play ou comentário em QUALQUER artista indígena para tentarmos ter força também e não somente a narrativa do colonizador”, disse.

Veja posts:

DENÚNCIA RACISMO

A MC Pipokinha fez um vídeo clipe super racista chamado ÍNDIO em que só tem racismo e pessoas brancas (algumas pretas) sendo racista e reproduzindo a narrativa colonial que há anos lutamos contra. +

— Ouça agora Kwarahy Tazyr (@kaeguajajara) November 23, 2021

O vídeo com as imagens foi retirado do ar.

O post Funk Índio, de Pipokinha e Nerak, sai do ar após denúncia de racismo apareceu primeiro em Metrópoles.