Nubank perde posto de banco mais valioso da América Latina

0

O Nubank perdeu o posto, conquistado em dezembro, de banco mais valioso da América Latina. O banco digital fechou esta sexta-feira (14/1) com valor de US$ 37,4 bilhões, enquanto o Itaú Unibanco, agora em primeiro lugar, concluiu com US$ 39,5 bilhões.

Quando estreou na Bolsas de Valores do Brasil e dos EUA (NYSE), a fintech precificou suas ações a US$ 9 cada, em uma oferta inicial de ações (IPO, oferta pública inicial de ações, na sigla em inglês). À época, o banco digital estreou valendo US$ 41,5 bilhões (cerca de R$ 230 bilhões).

Os papeis do Nubank tiveram queda de 13,4% em 2022. A expectativa de aumento de juros nos Estados Unidos e as incertezas envoltas no cenário econômico brasileiro contribuíram para a diminuição no valor da companhia.

As ações do Itaú subiram 13,3% no mesmo período, na Bolsa de Nova York. Enquanto isso, os papeis do Bradesco também contaram com alta de 10,2%.

Impacto da Ômicron

No fim de dezembro, a fintech sentiu o impacto da variante Ômicron no mercado financeiro. O novato na bolsa de Nova York sofreu mais de 10% de queda em seu valor em 20 de dezembro.

A pouco tempo de completar três semanas desde a estreia no mercado norte-americano, os papéis do Nubank (NU) foram negociados a US$ 8,90, com uma queda de 9,18% depois de terem recuado mais de 10% pela manhã.

É a primeira vez que os papéis da companhia são negociados abaixo do preço de IPO (preço definido), de US$ 9.

O post Nubank perde posto de banco mais valioso da América Latina apareceu primeiro em Metrópoles.