Ucrânia: 3 mil pessoas morreram por falta de tratamento para doenças

0

Em evento realizado nesta terça-feira (10/5), o chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS) na Europa, Hans Kluge, afirmou que ao menos 3 mil pessoas morreram na Ucrânia por não terem acesso a tratamentos para doenças crônicas.

De acordo com Kluge, até o momento, foram registrados cerca de 200 ataques a instalações de saúde na Ucrânia. Poucos hospitais estão funcionando no país. A declaração foi dada durante reunião com participação de 53 representantes de estados membros da OMS.

Segundo o chefe europeu da organização, 40% das famílias têm ao menos um membro que necessita de tratamento crônico e não conseguem encontrar, “resultando em uma estimativa de ao menos 3 mil mortes prematuras evitáveis”. Os casos são de doenças como HIV e câncer.

Na última semana, membros da OMS discutiram, em reunião realizada em Copenhague, capital da Dinamarca, a possibilidade de fechar o escritório da organização em Moscou, na Rússia. As informações são da agência internacional de notícias Reuters.

A Rússia manifestou oposição à medida. De acordo com o representante russo na reunião, Andrey Plutnitsky, a OMS estava politizando a cooperação no campo da saúde.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

O post Ucrânia: 3 mil pessoas morreram por falta de tratamento para doenças apareceu primeiro em Metrópoles.