Vídeo mostra momento em que militares colocam perito baleado em van

0

Rio de Janeiro- Uma testemunha registrou o momento em que os militares colocaram o perito papiloscopista Renato Couto, de 41 anos, dentro de uma van da Marinha do Brasil, em um ponto próximo à Praça da Bandeira, na zona norte do Rio. Renato já estava baleado, mas ainda com vida.

O Metrópoles teve acesso às imagens. Veja (cenas fortes): 

Renato foi agredido, baleado na perna e no abdômen e jogado no Rio Guandu, na Baixada Fluminense, ainda com vida, segundo o laudo do Instituto Médico Legal. O corpo de Renato foi encontrado pelos bombeiros na manhã de segunda-feira (16/5).

No vídeo, é possível ver pelo menos três homens imobilizando o perito que, em certo momento, parece ser agredido.


0

 

O registro mostra que a vítima também recebe uma espécie de chave de braço. Em seguida, é possível ver o grupo entrando na van e dando partida.

Bruno Santos de Lima, sargento da Marinha, e mais dois colegas de farda, o cabo Daris Fidelis Motta e o terceiro-sargento Manoel Vitor Silva Soares, foram presos na madrugada de domingo (15/5), junto com Lourival Ferreira de Lima, dono do ferro-velho em que o perito tentou recuperar seus materiais roubados.

Bruno é chefe do setor de transportes do primeiro distrito naval e usou a van cinza, da Marinha do Brasil, para transportar o corpo. Segundo a Polícia Civil, o veículo foi lavado com cloro três vezes após o crime.

Entenda o caso

Renato foi morto após tentar recuperar materiais de construção furtados de sua casa que estava em obra. Desde dezembro ele já tinha feito sete boletins de ocorrência sobre o furto do material, até que achou o ferro-velho de Lourival Ferreira de Lima, na praça da Bandeira, zona norte do Rio.

Horas antes da morte, Renato foi até o ferro-velho e discutiu com Lourival. Segundo as investigações, após essa briga, o dono do ferro-velho teria concordado em devolver os materiais e ressarcir o prejuízo do policial.

Mais tarde, quando Renato volta para buscar o combinado, ele se deparou com uma emboscada. Lourival, o dono do ferro-velho, chamou seu filho, Bruno Santos de Lima, sargento da Marinha, e mais dois colegas de farda, o cabo Daris Fidelis Motta e o terceiro-sargento Manoel Vitor Silva Soares. Os quatro foram presos na madrugada de domingo (15/5).

O dono do ferro-velho e os militares são acusados do homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

O post Vídeo mostra momento em que militares colocam perito baleado em van apareceu primeiro em Metrópoles.