Moradores se arriscam e passam por ponte interditada em Divinópolis

0
A ponte está interditada há cerca de um ano em Divinópolis, mas os moradores retiraram a barreira que impedia o trânsito no local (Foto: Reprodução/TV Integração)

Motoristas tem se arriscado ao passar por uma ponte interditada que liga os Bairros Belvedere e São José, em Divinópolis. As barreiras e placas sinalizadoras foram retiradas e a prefeitura diz que vai concretar os trilhos para fechar a passagem de veículos.

A ponte, antiga e estreita, está interditada desde o ano passado, mas o trânsito de veículos continua normalmente. O comerciante Edson Maia diz que muitos motoristas passam por lá, incluindo ele. “O que passa aqui é só carro de passeio e moto. Caminhão não passa mais por causa destas coisas de concreto que foi colocada. Eu passo aqui, não tenho medo porque essa ponte não cai, só se passar caminhão carregado”.

O aposentado Edno de Jesus Silva foi alertado quanto ao perigo, mas mesmo assim passou pelo local. “Não sabia que esta ponte está interditada, moro em outro bairro e é a primeira vez que eu passo por aqui, mas se precisar eu passo de novo, se não caiu até agora, não vai cair mais”.

O risco existe pois a estrutura da ponte está comprometida e tem rachaduras. Em alguns pilares, a ferragem já está exposta. Os blocos de concreto que impediam o acesso foram retirados. Também foram retiradas as placas e as faixas que alertavam os moradores sobre a interdição da ponte, que tem 15 metros de altura e fica sobre a linha férrea.

onte tem problemas estruturais (Foto: Reprodução/TV Integração)

“Ela tem um risco eminente, está com a ferragem exposta e o assoreamento do concreto. Por estar acima da linha férrea, a gente considera mais um agravante pela trepidação na passagem do trem. Quem passa aqui está se arriscando”, alerta Rodrigo Alvares de Assis, diretor de Operações Urbanas da Secretaria Municipal de Operações Urbanas (Semop).

“Esperamos que a Prefeitura dê uma solução para os moradores e a ponte seja liberada”, pede o morador Ademar de Oliveira que contou que a ponte foi construída há pelo menos 60 anos.

Mas a opção de liberação da ponte não está nos planos imediatos da Prefeitura. “Vamos concretar trilhos no chão para tentar dificultar a passagem dos veículos”, finalizou o diretor.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui