Professor da UFMG morto em ônibus é velado na Faculdade de Medicina

0
O professor foi morto dentro do ônibus e, aparentemente, o suspeito o conhecia

É velado na Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), na manhã desta terça-feira (14), o professor Antônio Leite Alves Radicchi, de 60 anos, que morreu na segunda-feira (13) após ser esfaqueado em um ônibus no bairro Concórdia, na região Nordeste de Belo Horizonte.

O velório teve início às 7h, segundo nota divulgada pelo Comitê da Bacia Hidrográfica (CBH) do Rio das Velhas, onde a vítima foi coordenador do Subcomitê Arrudas. “É com muito pesar que informamos o falecimento do amigo do CBH Rio das Velhas, professor Antônio Leite Alves Radicchi. Ele era professor da Faculdade de Medicina da UFMG, membro fundador do Projeto Manuelzão e sempre foi um militante pelas políticas de saúde, pela educação ambiental e pelo saneamento básico das águas de nossos rios”, disse a entidade.

Ainda conforme a nota, “trata-se de uma perda irreparável para a comunidade ambiental e para toda a sociedade mineira”. O crime acontece na manhã de segunda, quando um casal entrou no coletivo 9805 (Santa Efigênia/Renascença) e anunciou o assalto, segundo relato de testemunhas à Polícia Militar (PM).

Segundo informações de militares do 16º Batalhão da PM, o autor do crime e a namorada dele, de 23 anos, entraram no coletivo e anunciaram o assalto, na altura do bairro Concórdia, região Nordeste de Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Civil, todos os envolvidos foram encaminhados à Central de Flagrantes (Ceflan) I para prestarem depoimentos.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui