Pai de família é morto com tiro no pescoço após assalto dentro de casa

0

 

Suspeitos eram colegas de trabalho da vítima, que havia acabado de receber um valor em dinheiro

Um pai de família pinheirense foi assassinado dentro da sua própria casa após um assalto na noite desta segunda-feira (12) em João Pinheiro. Dos três participantes do crime, dois foram presos pela polícia, que também apreendeu a arma utilizada no latrocínio. Os indivíduos detidos conheciam as vítimas, que haviam recebido recentemente uma quantia em dinheiro por conta de um acerto trabalhista.

Segundo a Polícia Militar, Aparecida de Fátima e Marlene dos Santos estavam dentro de casa, quando três indivíduos invadiram o local encapuzados, sendo que um deles estava com uma faca e o outro com uma espingarda calibre 5.5, provavelmente adaptada para o calibre .22. Com direito a ameaças, os ladrões reviraram a residência e roubaram 170 reais em diversas cédulas e dois celulares.

Após o crime, os bandidos rumaram sentido os fundos da casa, onde existe uma cerca e um matagal. Enquanto isso, as vítimas correram para a residência de Marlene que fica ao lado. No caminho encontraram José Nildo, marido de Aparecida, que, ao saber do ocorrido, foi para a casa. Logo atrás dele foi seu filho, que ouviu um barulho de arma de fogo e, na sequência, viu seu pai atingido no pescoço correndo para um quarto. Em seguida, o filho da vítima fugiu pela sala. José Nildo ainda chegou a ser levado ao Hospital Municipal, mas morreu no caminho. O perito da Polícia Civil foi chamado ao local.

Os policiais militares iniciaram, então, um intenso rastreamento, ao que souberam diante de denúncia anônima que a espingarda havia sido entregue a um homem conhecido como Alex do Misturama, morador do Olaria. No local, Alex confirmou ser sua a arma, mas que estaria emprestada a um indivíduo de nome Pablo que é seu inquilino e que a espingarda fora devolvida por volta das 20h30min.

Os PMs foram até outra residência na mesma rua e perceberam a fuga pelos fundos de um indivíduo trajando camisa azul. No entanto, eles conseguiram localizar Pablo e Paulo Henrique, de mesmo nome do filho da vítima. Ambos negaram terem praticado o roubo. Nas buscas realizadas na residência foram encontrados 110 reais em várias cédulas. A arma foi reconhecida pelas vítimas, apreendida e levada para a delegacia de polícia de João Pinheiro, assim como os dois indivíduos.

A PM atenta para uma informação que revela ainda mais a mesquinhez desse crime. De acordo com o relatório dos militares, os suspeitos Pablo e Paulo Henrique são colegas de trabalho de José Nildo e Maria de Fátima, sendo que os dois últimos haviam acabado de receber uma quantia em dinheiro por conta de um acerto trabalhista com a empresa cerâmica José Fernandes. Portanto, cuidado sempre que você receber algum valor em dinheiro, pois pode ter alguém de olho em sua prosperidade.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui