Denúncia desmonta esquema do tráfico de armas e drogas

0
Seis pessoas foram presas pela Polícia Militar

Uma denúncia anônima levou a Polícia Militar (PM) a uma rede de compra e venda de drogas, armas e explosivos em Belo Horizonte e cidades da região metropolitana, além de Pirapora, no Norte de Minas Gerais. Seis pessoas foram presas e 2,5 t de maconha, apreendidas, além de um arsenal de detonadores, revólveres, pistolas e munições.

A operação teve início na noite de quinta-feira, quando a polícia recebeu a informação de que dois homens, Marcelo Sebastião Oliveira, 35, e Victor Alexandre Barbosa Esteves, 23, guardavam uma grande quantidade de drogas no bairro Sapucaia, em Contagem, na região metropolitana de BH.

A polícia foi ao local e encontrou os dois suspeitos. Na casa, havia seis barras de maconha e R$ 7 mil, além de uma pistola calibre 380 e nove munições. Marcelo Oliveira prontamente assumido para a polícia que a droga era dele e que ele comprava para revender.

Mateus Leme. Durante a operação, a polícia localizou a casa de Oscar Salomão Júnior, 52, em Mateus Leme, também na região metropolitana, que seria um dos fornecedores da droga. No local, havia 294 tabletes de maconha, um revólver calibre 32, seis detonadores, 110 gramas de explosivos, entre outros materiais. Oscar tem mandado de prisão no Rio de Janeiro. A polícia prendeu ainda Pedro Henrique Silva Oliveira, 19, que seria funcionário de Oscar Salomão Júnior.

Já a pistola encontrada no bairro Sapucaia teria sido comprada de um rapaz chamado Wellington Francisco de Lima, 36, morador do bairro Jardim Teresópolis, em Betim.

No local, os policiais também encontraram outras três armas, dois revólveres calibre 38 e uma pistola 765 com 14 munições calibre 45, de uso restrito das forças de segurança.

Todos os envolvidos foram detidos. Além de Oscar Júnior, Victor tem passagem pela polícia por formação de quadrilha e furto.

Toneladas de maconha paraguaia

Com a prisão dos suspeitos em Belo Horizonte e região metropolitana, a Polícia Militar (PM) descobriu que Oscar Salomão Júnior havia trazido a droga do Paraguai para Pirapora, no Norte de Minas. O entorpecente seria distribuído na capital e municípios do entorno, e também no Centro-Oeste de Minas, Rio de Janeiro, São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Em Pirapora, a polícia encontrou o carregamento da droga. Foram apreendidas 2,5 t de maconha. O entorpecente estava guardado em uma casa no bairro São Geraldo, onde havia bastante movimento durante a noite.

Comentários

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui