Cemitério adota galinhas contra infestação de escorpiões em MG

0
Galinhas moram em cemitério de São Sebastião do Paraíso (MG) — Foto: Reprodução/EPTV

A direção de um cemitério em São Sebastião do Paraíso (MG) adotou uma medida diferente para combater o excesso de escorpiões que aparece no local. Colocou um grupo de galinhas para morar entre os túmulos.

Quem frequenta o local, vê as 21 aves já “adotadas” pelo comitério com a função de comer os escorpiões.

“É uma medida barata. Depois de adquirir as galinhas, você mantém elas com milho e ração. E, se me permite o trocadilho, dá também um pouco de ‘vida’ ao cemitério”, comenta o encarregado do local, Jefferson Braguini

“De manhã a gente trata elas com milho, até para mantê-las aqui, como uma casa, uma referência pra elas. E de dia elas ficam ciscando, pegando tudo que tiver”.

Os escorpiões são presença constante, vistos embaixo de túmulos, pedras e restos de construção. Apenas o coveiro já foi picado cinco vezes.

“Não desejo pro meu pior inimigo uma picada. Dói bastante”, conta Rubens de Souza Ferreira. Um morador próximo ao cemitério já foi atacado duas vezes. “ Fui tirar um negócio aqui e ele já tava debaixo. Fiquei internado dois dias”, explica João Tomé Guimarães.

Galinhas foram adotadas por cemitério em São Sebastião do Paraíso (MG) — Foto: Reprodução/EPTV

A medida, adotada em março de 2017, teve bom retorno. “Os vizinhos notaram que pararam de aparecer os escorpiões nas garagens e nas casas”. A ideia da direção surgiu após ver a mesma ação ser feita em outras cidades do Sul de Minas.

No primeiro momento, a prefeitura fez a doação de 14 galinhas da espécie d’angola. Atualmente, há 21 aves. Para manter o trabalho, a direção do cemitério também diz que está aberta para receber doações de novas galinhas.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui