Curva temporária gera riscos para motoristas na BR-491, entre Varginha e Três Corações

0

Uma curva temporária na duplicação da BR-491, entre Três Corações (MG) e Varginha (MG) tem preocupado os motoristas na região. A obra busca melhorar o fluxo no trecho e evitar acidentes, mas nos últimos dias aconteceu o oposto, com diversas ocorrências no local.

A curva fica em um desvio bem acentuado para quem sai da pista simples e entra no trecho já duplicado da BR-491, sentido Três Corações. “Me parece que a sinalização está muito próxima do local em que o condutor tem que mudar de direção rapidamente”, diz o consultor de trânsito Paulo Magno Resende.

“E se esse condutor não estiver em uma velocidade compatível com o veículo que ele está conduzindo ali, porque se for um veículo leve é mais fácil, mas se for uma carreta, com 40, 50 toneladas em cima, fica difícil de fazer essa manobra rapidamente. Então é importante que esteja na velocidade compatível com o local e compatível com o veículo que ele está conduzindo ali”, completa.

No último domingo, um caminhão que transportava gado tombou exatamente no trecho e foi parar no canteiro central. Alguns animais feridos ficaram espalhados na pista. Além disso, pedras deixadas para trás são o indicativo de que esse não foi o único acidente do dia.

“Assim que tiraram o gado, o caminhão, ainda tinha gente na pista ali, o outro caminhão, de pedras, veio e tombou em seguida”, afirma o vigilante Walter Donizete Teófilo.

Caminhão tombou na BR-491; gado ficou espalhado na pista — Foto: Régis Melo/G1

Medidas tomadas

Depois dos acidentes, a Polícia Militar Rodoviária fez uma análise do trecho e concluiu que, mesmo com a sinalização já existente, há o risco de novas ocorrências. Por isso, fez uma reunião com representantes do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais para aumentar a segurança no local.

“Ficou acordado de serem instalados mais sonorizadores na pista, especialmente no trecho entre a curva e a Ponte da Palmela. Isso aí vai ajudar a alertar o motorista para que ele tenha mais atenção e saiba realmente que é uma curva perigosa e saiba que se ele não diminuir a velocidade, se ele não respeitar a velocidade indicada para o local, ele vai sofrer o acidente”, diz o tenente Roberto Resende Tomé.

Uma faixa zebrada com tachões também foi feita depois dos acidentes. A BR-491 tem um fluxo diário de 21 mil veículos. Só no ano passado, foram 187 acidentes registrados, com 66 pessoas feridas e três morreram.

Em contato com a EPTV Sul de Minas, afiliada da Rede Globo, o DEER-MG afirmou que as obras estão em andamento e que a sinalização será mantida para orientar os motoristas. O departamento disse ainda que estão sendo instalados três sonorizadores e também será feito um reforço das placas de limite de velocidade na curva acentuada.

Sinalização está sendo reforçada para evitar acidentes na BR-491 — Foto: Reprodução/EPTV

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui