Funcionários de transportadora protestam em frente à unidade da Coca-Cola em Juiz de Fora, MG

0
Funcionários de transportadora terceirizada cobraram acerto após fim de contrato com a distribuidora da Coca-Cola em Juiz de Fora — Foto: Reprodução/TV Integração

Um protesto entre a madrugada e o início da manhã desta terça-feira (11) impediu a saída de caminhões da unidade operativa da Coca-Cola em Juiz de Fora. Funcionários de uma transportadora que prestava serviço para a empresa cobravam o pagamento do acerto após serem demitidos.

A empresa J.J. Pereira Transporte Ltda explicou aoMGTV que aguarda o pagamento de R$ 150 mil pela Coca-Cola para acertar com os funcionários. Em nota, a assessoria da Coca-Cola disse que as negociações estão em andamento (veja a íntegra abaixo).

O impasse começou há uma semana, em 3 de dezembro, com a demissão dos 53 motoristas, ajudantes e pessoal de escritório da transportadora, que prestava serviços para a distribuidora em Juiz de Fora.

Para cobrar os pagamentos devidos, os funcionários realizaram um protesto em frente à empresa no Bairro Mariano Procópio, bloqueando o portão de entrada e saída dos caminhões entre as 5h30 e 7h.

“Nós trabalhamos um certo período aqui e recentemente fomos desligados na empresa. O que a gente teve em mente era vir aqui reivindicar nosso direito”, explicou o ajudante Wellington Vidal.

“[Faltam] o restante do salário de novembro, a segunda parcela do 13º e consequentemente o nosso acerto, que é nosso por direito”, enumerou o ajudante Ivan Leonel.

O bloqueio terminou após a intervenção da Polícia Militar (PM), que disse que o protesto foi pacífico. “A gente veio tanto para tentar garantir o direito deles de manifestação como o direito da empresa de ir e vir de liberar sua carga sem problemas”, explicou o tenente Gustavo Lisboa.

O supervisor da J.J. Pereira Transporte Ltda, Maycon Domingues, explicou que a empresa aguarda o acerto da Coca-Cola pelos fretes prestados para quitar as pendências com os funcionários.

“Era cerca de R$ 150 mil que eles tinham que pagar até segunda (10), eles pagaram cerca de R$ 50 mil só e a gente precisa acertar com os funcionários”, explicou.

Confira a íntegra do posicionamento da Coca-Cola:

“A Coca-Cola FEMSA Brasil informa que encerrou o contrato de prestação de serviços com uma empresa transportadora em Juiz de Fora e que está em negociação com o Sindicato dos Trabalhadores para solucionar a possível falta de pagamento desta aos seus funcionários.
A engarrafadora esclarece que preza pelo cumprimento de todas as obrigações legais trabalhistas, inclusive de suas empresas contratadas.
A empresa informa, ainda, que a unidade operativa em Juiz de Fora está funcionamento normalmente”.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui