Julgamento de viúva de bombeiro morto a tiros em 2012 é cancelado em Araxá

0

O julgamento de Kelly de Lima Alves Soares, viúva do sargento do Corpo de Bombeiros Gislei Oliveira Reis, foi cancelado na manhã desta segunda-feira (17) em Araxá, no Alto Paranaíba.

Ela é apontada como uma das responsáveis pela morte do bombeiro, que tinha 38 anos quando foi baleado no dia 11 de junho de 2012.

De acordo com um dos advogados de defesa da acusada, Leuces Teixeira, o pedido foi feito pois a outra advogada responsável pela defesa tinha outra audiência agendada no Mato Grosso do Sul.

“Nós atuamos [na defesa] em dois advogados, e a doutora Juliana tinha uma outra audiência agendada no Mato Grosso do Sul desde outubro. Ela tentou mudar a data da audiência, mas na sexta-feira à tarde, após o expediente do Fórum, ela ficou sabendo que não conseguiu. Fiz o pedido ao juiz no tribunal porque a acusada não abriu mão da defesa da dra, o que é um direito dela, e eu não tinha condições de fazer o júri sozinho”, contou ao G1.

Uma nova data para o julgamento ainda será marcada. A acusada aguardará o julgamento em liberdade, segundo o advogado.

Crime

Segundo o processo em análise, Kelly armou, junto com o amante, Jusmar Júnior Martins, o homicídio do marido para conseguir receber indenizações e pensões. Ainda conforme a Justiça, o casal vivia uma crise no relacionamento na época, pois o marido descobriu o relacionamento extraconjugal da esposa.

O processo aponta que Kelly e Jusmar compraram juntos a arma usada no crime e atraíram Gislei para ser morto na porta da própria casa. O bombeiro deixou quatro filhos.

O autor confesso dos três tiros que atingiram Gislei foi Jusmar, que em 2015 foi condenado a 15 anos de prisão, inicialmente, em regime aberto. Atualmente, ele cumpre a pena no semiaberto.

Para a Justiça, Kelly é acusada de homicídio triplamente qualificado.

A Polícia Civil apresentou na noite desta quinta-feira (21), os suspeitos do assassinato de um militar do Corpo de Bombeiros em Araxá, no Alto Paranaíba. A mulher do militar também está presa suspeita de envolvimento no crime.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui