Dupla suspeita de jogar mulher no rio Arrudas é presa em aglomerado

0
Dupla suspeita de jogar mulher no rio Arrudas é presa em aglomerado

A Polícia Civil prendeu dois homens na noite dessa quinta-feira (28) suspeitos de tentativa de homicídio em Belo Horizonte. De acordo com a corporação, os detidos, de 20 e 31 anos, jogaram uma mulher de 33 anos no rio Arrudas, na região Centro-Sul da capital, na madrugada de quinta-feira após ela ser agredida por um suposto traficante do aglomerado Bambirra, na região do Calafate. 

De acordo com o delegado Wesley Campos, a vítima, que é usuária de drogas e em situação de rua, teria furtado drogas no aglomerado, o que motivou o crime. “Os traficantes tomaram conhecimento de que foi ela, então eles decidiram matá-la. As informações que temos até agora é que eles agrediram ela bastante e, acreditando que ela já estava morta, um traficante desse aglomerado chamou três indivíduos no local e pediu para os três dar fim ao corpo dela”, disse.

Imagens de câmeras de segurança da região mostram que três indivíduos – o último, conhecido como “Coroa” na região, ainda não foi encontrado – transportaram a mulher em um carrinho de material reciclável até o rio Arrudas, onde por volta das 3h20 de quinta-feira, jogaram a mulher no rio. 

Veja o vídeo:

Após ação integrada entre as polícias civil e militar, o homem de 20 anos foi identificado e preso no aglomerado. Durante o depoimento, ele delatou um dos comparsas, que foi preso em um ferro velho no mesmo local. A polícia ainda procura o terceiro envolvido no crime.

Pelo depoimento dos dois suspeitos detidos, que estão no Ceresp da Gameleira, a Polícia Civil acredita que a mulher estava inconsciente durante o trajeto e acordou momentos antes de ser arremessada. “No momento (do arremesso), acreditamos que ela estava consciente, até porque ela começou a gritar no rio e foi por isso que um indivíduo conseguiu ouvir os gritos e acionar a Polícia Militar”, contou o delegado.

Os dois homens presos já tinham passagens pela polícia por furto e roubo e um deles também por tráfico. A vítima, que passou por cirurgia no hospital João XXIII, também já foi detida por extorsão. 

A Polícia Civil agora aguarda a recuperação da mulher, que está em estado gravíssimo, para ouvir a versão dela sobre os fatos. Os investigadores não descartam o fato de que os próprios suspeitos tenham agredido a mulher e que a participação de um traficante da região seja uma invenção.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui