Passos vai utilizar cloroquina para tratamento do coronavírus

0
Passos, na região Sul do Estado, tem quase 115 mil habitantes

Após o Ministério da Saúde editar um protocolo nesta semana que recomenda o uso da cloroquina para pacientes com sintomas leves de coronavírus, a Prefeitura de Passos, no Sul de Minas Gerais, anunciou que vai utilizar o medicamento na rede de saúde do município, o primeiro da região a adotar a medida. Porém, devido à falta de comprovações científicas e dos riscos de efeitos colaterais, a Secretaria Municipal de Saúde afirmou que todos que forem usar o remédio terão que assinar um termo de consentimento.

Conforme a pasta, já foram adquiridas 200 mil cápsulas do medicamento, produzido à base de cloroquina e hidroxicloroquina. O secretário municipal de saúde, Antônio Donizetti, enfatizou que o produto não será distribuído indiscriminadamente.

“O paciente vai passar por uma criteriosa avaliação através de um profissional médico, que vai decidir se o  ele precisará ou não tomar o medicamento, dependendo do estado de saúde ou de outras doenças. Nesse caso, deverá assinar um termo, onde declara estar ciente de que o remédio não possui eficácia comprovada cientificamente”, completou.

Efeitos colaterais

Utilizado nos tratamentos de malária, a cloroquina é defendida pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e já provocou a saída de dois ministros da saúde – Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich. Entre os efeitos colaterais da medicação, que não possui garantia de resultados positivos contra o coronavírus, estão a possibilidade do prolongamento da internação, além da disfunção grave de órgãos e até mesmo o óbito, segundo a secretaria municipal da cidade.

“Autorizei ao secretário de Saúde, Antônio Donizetti, a comprar mais medicamentos à base de cloroquina e hidroxicloroquina, medida atende o novo protocolo elaborado pelo Ministério da Saúde. Concedi ainda a compra da azitromicina para compor o coquetel”, resumiu o prefeito do município, Carlos Renato Lima Reis (Cidadania).

Ainda será realizada uma pesquisa científica em Passos sobre a eficácia da cloroquina.

De acordo com a prefeitura municipal, a decisão foi tomada após uma reunião entre o comitê de enfrentamento a Covid-19 e uma comissão médica. O último boletim epidemiológico de Passos, divulgado ontem, aponta que já foram confirmados 11 casos da doença na cidade, além de um óbito. Desde o início da pandemia, houve 626 notificações, com 158 casos descartados por exames.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui