Chefe da polícia da Cidade do México toma três tiros em atentado, mas sobrevive

0
Agente da polícia de análise conta cápsulas de bala na Cidade do México, onde tentaram matar o chefe da polícia no dia 26 de junho — Foto: Henry Romero/Reuters

O chefe da polícia da Cidade do México, capital do México, foi baleado e dois de seus agentes de segurança foram mortos em uma tentativa de assassinato no começo desta sexta-feira (26). Ele rapidamente culpou uma gangue do país, o Cartel da Nova Geração de Jalisco, pelo ataque.

Omar Garcia Harfuch tomou três tiros. De acordo com as agências de notícias, o ataque foi feito com um grande número de balas, logo pela manhã, em um bairro nobre da cidade, e foi capturado por câmeras de vídeo.

Cerca de três horas mais tarde, aparentemente de sua cama de hospital, Garcia mandou uma mensagem para uma rede social. No texto, ele culpa o Cartel da Nova Geração de Jalisco pelo “ataque covarde”.Uma terceira pessoa, uma mulher que ia ao trabalho, aparentemente, também foi morta no tiroteio que aconteceu no bairro de Lomas de Chapultepec.

O cartel é liderado por um ex-policial. Eles são considerados os responsáveis por uma escala na violência no México porque são agressivos na tentativa de eliminar rivais.

O ataque desta sexta foi especialmente amedrontador porque aconteceu em um bairro raramente perturbado pelos conflitos que acontecem nas regiões mais pobres do país.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui