Manifestantes espalham bonecos feitos de sacos pretos na Praça Tubal Vilela em Uberlândia

0
Manifestantes espalham bonecos feitos de sacos pretos na Praça Tubal Vilela em Uberlândia — Foto: Movimento Frente Fora Bolsonaro/Divulgação

Uma manifestação silenciosa e sem aglomeração foi realizada na manhã desta quarta-feira (17) na Praça Tubal Vilela, na região central de Uberlândia. Bonecos feitos de sacos pretos foram espalhados pela praça.

Representantes de movimentos sociais e populares protestavam contra as políticas adotadas pelo governo federal diante da pandemia da Covid-19. O protesto também foi contra todas as formas de discriminação racial e sexual.

Segundo Tânia Martins, que esta a frente do movimento Fora Bolsonaro pelo Coletivo dos Atingidos pelo Coronavírus em Uberlândia, a partir das 10h o grupo colocou 20 bonecos em uma encenação de corpos de vítimas de vários tipos de violência.

“A encenação é de corpos de pessoas que esse país e Uberlândia enterrou. […] Somos dezenas de entidades, partidos, conselhos, coletivos, Organizações Não Governamentais e movimentos sociais. Esse movimento vai continuar até que o comitê gestor de Uberlândia ouça a população” esclareceu.

Corpos feitos de saco preto representam vítimas da Covid-19 em ato em Uberlândia — Foto: Movimento Frente Fora Bolsonaro/Divulgação

Os líderes da manifestação enviaram fotografias da manifestação. Nos corpos, são representadas vítimas de diversos tipos de violência e neles foram colocadas mensagens como: “Vítima da fome”, “Vítima de transfobia”, “Vítima de racismo”, “Gripezinha”, “Vítima da violência policial”, “Vítima de Covid-19”, “Vítima de feminicídio”, entre outros.

“Também essa luta destaca o feminicídio, racismo e LGTBfobia. Essas populações são as mais marginalizadas no país e estão sofrendo ainda mais na pandemia”, completou Martins.

A manifestante afirmou ainda que também está sendo reivindicado que o Município distribua cestas básicas ou refeições para população em situação de rua, desempregados e toda periferia da cidade. Em algumas faixas colocadas no chão foram observadas mensagens direcionadas ao prefeito Odelmo Leão (PP), assinadas pelo Coletivo dos (as) Atingidos (as) pelo Coronavírus de Uberlândia.

“Prefeito Odelmo. A população precisa e quer: a volta urgente do isolamento social do dia 20 de março!”

“O poder popular exige: prefeito Odelmo. Casa de apoio para os desabrigados que estão nas ruas, refeições diárias para os desempregados e sem renda”.

Manifestantes escrevem mensagem ao prefeito Odelmo Leão durante ato em Uberlândia — Foto: Coletivo dos (as) Atingidos (as) pelo Coronavírus de Uberlândia/Divulgação

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui