Número de acidentes de trânsito tem queda de 21% durante a pandemia no Sul de Minas

0

A queda no número de acidentes de trânsito no Sul de Minas durante a pandemia do novo coronavírus já chega a 21%, segundo números do Corpo de Bombeiros da região. De janeiro até maio, a queda é de 11% em relação ao mesmo período do ano passado. Os acidentes registrados envolvem colisões, capotamentos, atropelamentos, choques em objetos como árvores e postes, entre outros tipos de acidentes de trânsito.

No primeiro semestre de 2019, de 1º de janeiro a 31 de maio, o Corpo de Bombeiros atendeu 305 ocorrências de acidentes no Sul de Minas, enquanto em 2020 o número foi de 272. O período apresentou uma redução de quase 11% dos acidentes.

“O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais constantemente realiza ou participa de campanhas de conscientização de motoristas para um trânsito mais seguro, como por exemplo a campanha do ‘Maio Amarelo’. Sempre ficamos em pontos estratégicos, principalmente durante feriados prolongados, para a diminuição do tempo resposta em possíveis atendimentos. A presença de nossas viaturas também auxilia o motorista a lembrar da prudência no trânsito”, explicou o 2º Tenente Evandro Marcus Pereira, chefe da seção de Planejamento e Apoio Administrativo da 1ª Cia. Independente de Bombeiro Militar em Poços de Caldas (MG).

De janeiro a maio, queda registrada foi de 11% segundo o Corpo de Bombeiros — Foto: Corpo de Bombeiros

Isolamento Social

A queda mais significativa dos acidentes pode ser observada no período de isolamento social, contabilizada desde o dia 13 de março de 2020, quando o governador Romeu Zema decretou situação de emergência em saúde após a confirmação do segundo caso de coronavírus no estado. Em 2019, de 13 de março a 31 de maio foram registrados 174 acidentes, contra 137 no mesmo período em 2020.

“Estamos vivendo um momento de trégua nessa guerra pelo espaço nas vias públicas. Temos um número crescente de veículos sendo emplacados e colocados em circulação, e as vias públicas não cresceram na mesma proporção da demanda, o espaço é o mesmo e aumentam os corpos que vão ocupar o mesmo espaço,” afirmou Paulo Magno Resende, consultor de trânsito.

Os dados durante a pandemia compreendem um período de 79 dias onde a diminuição foi de mais de 21% no Sul de Minas. A redução do fluxo de veículos é o principal fator atenuante que mais tem contribuído para evitar acidentes.

Redução de fluxo de veículos na pandemia colaborou para redução de acidentes — Foto: Corpo de Bombeiros

“Houve realmente uma queda bem acentuada no número de acidentes no Brasil todo, mas não houve ainda um investimento real na redução de acidentes. Nós percebemos hoje é que essa redução foi somente em função do isolamento social, os carros estão nas garagens, as pessoas estão dentro de casa e isso resultou nesse numero que seria motivo de muita festa se fosse em condições normais”, analisou Paulo Magno.

De acordo com o 2º tenente Evandro os números dos acidentes podem ser reduzidos mesmo após retomada pós-pandemia.

“Acredito que o melhor caminho seja através da realização de campanhas educativas em diversos formatos e nos mais variados meios de comunicação, para que atinjam o maior número possível de pessoas. A parceria entre diversos órgãos e instituições nessas campanhas também é muito útil para se chegar a este objetivo”.

Acidentes na região

Em 23 de fevereiro de 2020, um cabo da Polícia Militar morreu depois de ser atropelado e outro ficou ferido após realizarem uma abordagem a um suspeito na Avenida Wenceslau Braz em Poços de Caldas (MG).

Equipes do Corpo de Bombeiros e SAMU tentaram realizar manobras de ressuscitação, mas o Cabo Alexandre Maéstri não resistiu e morreu no local. Já o outro policial, Soldado Abraão, foi encaminhado ao hospital com fraturas.

O condutor do veículo foi preso pela Polícia Militar e disse ter passado mal no momento do acidente.

Ônibus com 40 pessoas caiu em barranco em Boa Esperança (MG) — Foto: Reprodução/EPTV

Na noite do dia 15 de março, um ônibus que transportava um time de futebol caiu em uma ribanceira na Zona Rural de Boa Esperança (MG). Os 40 ocupantes do veículo, do time Olaria Esporte Clube, foram encaminhados ao pronto socorro da cidade.

Segundo o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar, o motorista teria passado mal e perdido o controle do veículo que caiu em um barranco de aproximadamente 5 metros de altura.

Grave acidente no Marco Divisório matou uma pessoa em Poços de Caldas — Foto: Corpo de Bombeiros

Já em 28 de maio, um homem morreu e outro ficou gravemente ferido em uma batida entre um carro e um caminhão-tanque, no Bairro Marco Divisório, em Poços de Caldas (MG). O motorista do caminhão estaria tentando atravessar o trevo quando atingiu o carro.

De acordo com os bombeiros, o motorista do caminhão foi arremessado da cabine e levado para a Santa Casa da cidade, mas não resistiu. Já o motorista do carro ficou preso às ferragens e foi socorrido.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui