Polícia procura principal suspeito da morte de advogado itamarandibano

0

A Polícia Civil procura pelo advogado Thiago Fonseca, suspeito de ser o mandante do assassinato do também advogado Juliano César Gomes, de 37 anos. Ele estava desaparecido desde o dia 21 de maio. Seu corpo foi localizado no dia 8 de junho em uma estrada que liga Sete Lagoas a Funilândia, na Região Central de Minas Gerais.

O local foi apontado por dois irmãos que foram presos suspeitos de participação no crime. Eles foram localizados depois que câmeras de segurança registraram o carro de um deles bem próximo ao veículo da vítima. Assim que foram detidos, apontaram Thiago como mandante.

O suspeito e a vítima teriam uma relação de amizade, segundo a polícia.

De acordo com a família, Juliano saiu de casa, no bairro Floresta, na Região Leste da capital, por volta das 19h10, para encontrar uma mulher e não voltou.

Segundo a polícia, Juliano foi atraído por Thiago para um local entre Belo Horizonte e Contagem. Por meio de mensagens de celular apuradas nas investigações, o suspeito teria pedido o carro da vítima emprestado.

Juliano foi ao local porque seria caminho da casa da mulher com quem iria se encontrar. A polícia afirma que ela não tem envolvimento no caso.

Juliano Gomes César está desaparecido — Foto: Mauro César Gomes/Arquivo pessoal

O carro da vítima, uma picape Saveiro de cor prata, foi encontrado trancado na Avenida Gustavo Henrique França Figueiredo, perto do número 53, no bairro Bela Vista, em Sete Lagoas.

Thiago Fonseca é considerado foragido da Justiça. A polícia ainda não divulgou informações sobre a motivação do crime.

“Meu irmão era tranquilo, não recebia ameaças ou tinha desafetos. Ele estava feliz no dia que desapareceu”, contou o irmão, Mauro Gomes.

Juliano era especialista em direito do trabalho e também advogava nas áreas eleitoral e cível.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui