Restrição do comércio começa a valer em Lavras em meio a aumento de casos de Covid-19

0

O decreto que restringe o horário de funcionamento do comércio de Lavras (MG) começou a valer nesta quarta-feira (17). A cidade vive um momento de crescimento de mortes por coronavírus nos últimos dias, o que levou a prefeitura a determinar a mudança.

A principal alteração é o funcionamento limitado a quatro horas por dia para alguns estabelecimentos. Também foram reforçadas medidas de segurança como uso de máscaras por funcionários e clientes, álcool em gel nos locais e controle da entrada de pessoas.

Nesta terça-feira (16), duas novas mortes foram confirmadas na cidade pelo boletim municipal. Segundo a prefeitura, a cidade tem 50 casos, com sete mortes. Mas nem todos os registros foram contabilizados pela Secretaria de Estado de Saúde, que considera 44 casos e seis mortes.

O anúncio de medidas restritivas foi feito pelo prefeito José Cherem (PSD) no fim de semana. Além do aumento de casos, o prefeito mostrou preocupação por conta da taxa de ocupação dos leitos com respiradores, que chegou a 70%.

O decreto foi publicado no diário oficial do município na segunda-feira (15) e vai até o dia 27 de junho. A primeira restrição no comércio de Lavras foi em março, no início da pandemia, e os serviços estavam voltando a normalidade.

Restrição do comércio começa a valer em Lavras em meio a aumento de casos de Covid-19 — Foto: Reprodução EPTV

Veja horários de cada estabelecimento:

Das 8h às 12h
Podem funcionar comércio varejista de eletrodomésticos e eletrônicos, lojas de departamentos, comércio varejista de móveis, comércio de materiais de construção civil, magazines, pet shops, óticas e clínicas de fisioterapia.

Das 13h às 17h
Podem funcionar lojas de roupas, calçados, cama, mesa e banho.

Das 14h às 18h
Podem funcionar serviços de corte de cabelo, barbearia, depilação, tratamento de unhas e sobrancelhas, de segunda a sexta-feira.

Das 6h às 21h
Horário para postos de combustíveis;

Proibida a abertura ao público
Bares, restaurantes e lanchonetes. As atividades podem funcionar apenas para retiradas de produtos e sistema de entregas.

Cirurgias que não são consideradas de urgência estão suspensas
A prefeitura informou ainda que terá fiscalização. Quem flagrar irregularidades, pode fazer denúncias pelo telefone 156, da ouvidoria do município, e (35) 3694-4030, da prefeitura.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui