Vítimas de explosão em fábrica de calçados em Nova Serrana são sepultadas

0

Os corpos de Carlos Rodrigues de Paula, de 16 anos, e Paulo Vitor da Silva, de 19, serão sepultados nesta quarta-feira (17). Os dois estavam dentro da fábrica de calçados que explodiu em Nova Serrana, nesta terça-feira (16).

O corpo de Carlos está sendo velado no velório municipal. O sepultamento está previsto para às 11h, no cemitério municipal. O corpo de Paulo Vitor será sepultado em Martinho Campo, segundo a funerária responsável pelo velório.

O corpo será levado ao cemitério da cidade por volta das 11h30 e sepultado ao meio dia. Devido às restrições previstas no Decreto Municipal por causa da pandemia do coronavírus, os velórios estão sendo realizados com tempo reduzido.

Um jovem, de 18 anos, teve 90% do corpo queimado e foi levado para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte. O G1 entrou em contato com o hospital nesta quarta, mas o estado de saúde do rapaz não foi informado.

Explosão

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a empresa que fica no Bairro Jardim Padre Libério tem 14 funcionários que estavam em horário de almoço quando ocorreu a explosão seguida de um incêndio. As chamas consumiram boa parte do estabelecimento.

Os bombeiros acreditam que o fogo pode ter sido iniciado após uma explosão ocorrida na cozinha, mas apenas a perícia vai poder relatar sobre o que realmente provocou o acidente. Os outros trabalhadores saíram sem ferimentos.

A perícia da Polícia Civil foi ao local para descobrir as causas da explosão. Nesta quarta, o G1 entrou em contato com a assessoria de comunicação da polícia, mas até a última atualização desta matéria não teve retorno.

Documentação

A Prefeitura informou que a empresa de calçado não tem alvará de funcionamento e nem de localização. Contudo, o advogado que está representando a fábrica Jonathan Vitor, disse a reportagem que segundo o proprietário da fábrica ela é legalizada e tem os documentos necessários.

O nome fantasia da fábrica “Atacadão do Chinelo”, e não foi encontrado nos registros de alvará do Executivo.

 

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui