Amigos de infância que faziam ‘tráfico gourmet’ de skunk na Grande BH são presos pela Polícia Civil

0
Policia Civil apreendeu sete quilos de skunk. — Foto: Reprodução/ TV Globo

Três homens foram presos suspeitos de tráfico de drogas na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Segundo a Policia Civil, dois deles foram detidos nesta quarta-feira e um na sexta-feira da semana passada. Os suspeitos são amigos de infância e possuem um lava-jato e um bar na capital mineira.

Com os homens foi apreendido sete quilos de skunk, um tipo de maconha geneticamente modificada, que custariam R$ 170 mil. Segundo o delegado Rodolpho Machado, a droga é consumida por usuários de um poder aquisitivo mais alto, por isso é considerado como “tráfico gourmet”.

Machado explica que o Skunk tem um teor de THC maior, com um poder alucinógeno maior e um processo de produção com custos mais altos e, por isso, tem usuários mais exigentes e com poder aquisitivo alto.

O primeiro homem, de 20 anos, foi preso no centro de BH tentando negociar um quilo do produto. Já os outros dois, de 28 e 33 anos, foram surpreendidos na BR–040, quando voltavam com a droga do Sul de Minas.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui