Cruzeiro e Mano Menezes não chegam a acordo na Justiça em ação de R$ 4,3 milhões

0

Cruzeiro e Mano Menezes ficaram frente a frente na Justiça do Trabalho, em audiência virtual nesta terça-feira (28). Em uma sessão anterior, o treinador não compareceu e alegou problemas técnicos. Dessa vez, clube e treinador, que cobra R$ 4,3 milhões na ação movida, não entraram em acordo.

A sentença ainda será proferida na 42ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte, em prazo legal.

Mano Menezes acusa o Cruzeiro de não cumprir um acordo de aproximadamente R$ 1,9 milhão quando da sua demissão, em 2019, e agora cobra do clube cerca de R$ 4,3 milhões.

O treinador cobra R$ 1,3 milhão de recisão, que inclui R$ 500 mil de premiação pela conquista do Mineiro 2018. Parte dos salários dos meses de junho e julho de 2019, que chegam ao valor de mais de R$ 500 mil. Multa de R$ 600 mil referente à CLT. E pagamento de 15% de honorários advocatícios da ação entre outros valores.

Mano Menezes também protocolou outra ação, em maio de 2020. Em nome de sua empresa, o treinador cobra direitos de imagem, em uma quantia total de R$ 1 milhão.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui